Detalhe

ABMES assina acordo de cooperação com programa "Educação em Prática", do Ministério da Educação

06/11/2019 | Por: ABMES | 449
Foto: ABMES

“Não se constrói uma boa educação trabalhando isoladamente. Nós, como sociedade, somos responsáveis por tudo que acontece ao nosso redor e a educação é uma parte essencial na vida de todos. É nossa responsabilidade estruturar e arquitetar um modelo educacional de sucesso”. Foi com essa provocação que o secretário de Educação Básica, Jânio Macedo, apresentou ao público nesta quarta-feira (6/11) o programa do Ministério da Educação (MEC) “Educação em Prática”, pelo qual as instituições de educação superior (IES), particulares ou públicas, poderão ofertar seus espaços para uso de escolas da educação básica.

Após a exposição dos principais pontos da iniciativa, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, assinou a portaria de lançamento do programa e, em seguida, a Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) e outras entidades representativas assinaram um acordo para cooperar e incentivar a implantação do Educação em Prática por todo o país.

Weintraub explicou que “o objetivo é trazer o jovem para dentro da faculdade e não esperar ele passar pela avaliação para depois conhecer o sistema educacional".

“Certamente é uma iniciativa que precisa ser aplaudida. Vamos atuar no sentido de ajudar a melhorar a qualidade dos ingressantes no ensino superior e, com isso, construiremos um profissional melhor para o mercado de trabalho”, afirmou Celso Niskier, diretor presidente da ABMES.

Na ocasião, foi explicado ainda que as faculdades, centros universitários e universidades que aderirem ao programa e abraçarem a educação básica poderão ter um bônus na avaliação institucional realizada pelo MEC, por meio do Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior (Sinaes). A adesão será iniciada ainda em 2019 e as ações começam a ser realizadas em 2020.

O programa
O objetivo do Educação em Prática é que instituições de educação superior abram suas portas para que alunos do ensino básico ampliem seus conhecimentos com foco em suas habilidades e aptidões. Os estudantes do ensino médio e do 6º ao 9º ano do ensino fundamental terão a oportunidade de colocar o aprendizado da sala de aula em prática.

A ideia é que, conhecendo as instituições e o que acontece dentro delas, o aluno tenha mais informação para decidir melhor o que quere cursar após a conclusão do ensino médio. Para isso, o intuito é que as IES disponibilizem conteúdos, professores e espaços físicos, como laboratórios de ciências, física, robótica, sala de computadores, música e quadras de esporte. Com o programa, o estudante da educação básica vai completar a carga horária do currículo escolar e ter acesso a novas oportunidades em atividades ao aproximar o aprendizado do ensino superior.

A cooperação será firmada entre as instituições e as secretarias de Educação municipais e estaduais. A articulação para o desenvolvimento das atividades será promovida pelo MEC junto ao Consed, a Undime e as associações representantes de instituições de ensino superior parceiras.


Conteúdo Relacionado

Notícias

'Faculdade ruim' não vai ceder espaço como 'atalho para melhorar nota', diz ministro da Educação

Estadão: Em entrevista, o diretor executivo da ABMES, Sólon Caldas, comenta sobre a parceria entre universidade privadas e escolas públicas

MEC lança programa que alia o ensino à prática na educação básica

Intuito é que as IES disponibilizem conteúdos, professores e espaços físicos para alunos do ensino básico