Detalhe

Com pandemia, ingresso no ensino a distância supera modelo presencial

20/02/2022 | Por: Estado de Minas | 1082

A quantidade de alunos que ingressaram em universidades, faculdades e centro universitários pelas portas da educação a distância (EAD) ultrapassou, pela primeira vez na história, o total de ingressos em cursos da modalidade presencial. É o que revelam os dados do Censo da Educação Superior, divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação (MEC).

As informações se referem a 2020, primeiro ano da pandemia e mostram, ainda, que o ensino superior manteve a tendência de crescimento nos números de matriculados, ingressantes e concluintes, a despeito da crise sanitária.

Em 2020, mais de 8,6 milhões de matrículas foram registradas pelo Censo, aumento tímido de 0,9% em relação ao ano anterior. O país contava, naquele período, com 2.457 instituições de educação superior, das quais 2.153 (87,6%) são privadas e 304 (12,4%), públicas. Ao todo, 3,7 milhões de estudantes ingressaram em um curso de graduação, sendo 3,2 milhões deles (86%) em instituições privadas.

Entre os novos universitários, mais de 2 milhões (53,4%) optaram por cursos a distância e 1,7 milhão (46,6%), pelos presenciais. O fenômeno já havia sido constatado pelo Inep, em 2019, mas apenas na rede privada.

Em Minas Gerais, o total de matrículas somou 857.444. O censo contabilizou 339.422 ingressantes, sendo que 182.017 (53,6%) escolheram a modalidade a distância. Os alunos que entraram na graduação pelo modelo presencial totalizaram 157.405.

O crescimento do número de ingressantes na EAD é tendência já apontada pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes) desde 2019. Naquele ano, reportagem do Estado de Minas mostrava que a aposta da entidade era de que matrículas em cursos à distância superassem as presenciais dentro de quatro anos.

"A tendência foi acelerada pela pandemia. Agora, como educadores, temos a responsabilidade de garantir que a modalidade EAD ofereça a mesma qualidade que os cursos presenciais", afirmou ontem o presidente da Abmes, Celso Niskier. Nos últimos 10 anos, o número de ingressos em cursos presenciais encolheu 13,9%, ao passo que nos cursos a distância aumentou 428,2%.

Enquanto a participação dos novos alunos em graduações on-line, em 2010, era de 17,4%, atualmente, é de 53,4%. De acordo com o censo do Inep, o número de vagas ofertadas também cresceu. Foram disponibilizadas 19,6 milhões oportunidades de ingresso. Dessas, 18,7 milhões (95,6%) ocorreram na rede privada. A oferta em cursos a distância aumentou mais de 30% em relação a 2019, chegando a 13,5 milhões de vagas em 2020. O aumento das vagas em cursos presenciais, no mesmo período, foi de 1,3%.

O Censo da Educação Superior é feito anualmente. A nova edição foi realizada com atraso por causa do contexto de pandemia. O Inep informou que a data de referência precisou ser flexibilizada para 30 de junho de 2021 porque, entre outros fatores, foi necessário alinhar a pesquisa ao final do ano letivo de 2020, em decorrência das alterações nos calendários acadêmicos das instituições de ensino.

O que diz o censo 2020 sobre o Ensino Superior

 

BRASIL

Instituições - 2.457

- IES privadas -87,6%

- IES públicas - 12,4%

 

Matrículas - 8.680.354

- IES públicas -77,4%

- IES públicas - 22,6%

 

Ingressantes - 3.765.475

- EAD - 2 milhões (53,4%) optaram por cursos a distância

- Presencial - 1,7 milhão (46,6%)

 

MINAS GERAIS

Matrículas -857.444

Ingressantes: 339.422

- EAD - 182.017

- Presencial - 157.405

 

Fonte: Censo da Educação Superior 2020/Inep


Conteúdo Relacionado

Notícias

Paulo Chanan publica análise dos números do Censo da Educação Superior 2020

Para explicar melhor alguns cenários apontados no Censo da Educação Superior 2020, Paulo Chanan elaborou o estudo “Comentários aos Primeiros Números do Censo da Educação Superior Brasileira – 2020”

Ensino superior: pela 1ª vez, matrículas em EAD superam presenciais

Entre as formações, graduação de pedagogia tem a maior procura

Universidades públicas tiveram queda de 18,8% no número de concluintes

Dados do Censo da Educação Superior de 2020 mostram redução já no primeiro ano da pandemia

Censo: matrículas em cursos superiores de EAD superam presenciais

Ensino remoto ultrapassou presencial pela primeira vez, diz Inep