Detalhe

Paulo Chanan publica análise dos números do Censo da Educação Superior 2020

23/02/2022 | Por: ABMES | 2330

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, em fevereiro de 20222, o Censo da Educação Superior 2020. Realizado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a publicação é o instrumento de pesquisa mais completo do Brasil sobre as instituições de educação superior (IES) que ofertam cursos de graduação e sequencias de formação específica, além de seus alunos e docentes.

Esta edição mostrou que o número de matriculados em cursos a distância aumentou exponencialmente ao longo dos últimos anos. Em 2020, pela primeira vez na história, a quantidade de alunos que ingressou nessa modalidade ultrapassou o total de ingressos em cursos de graduação presenciais — esse fenômeno havia sido constatado, em 2019, apenas na rede privada. Dos mais de 3,7 milhões de ingressantes de 2020 (instituições públicas e privadas), mais de 2 milhões (53,4%) optaram por cursos a distância e 1,7 milhão (46,6%), pelos presenciais.

Para explicar melhor alguns cenários apontados no Censo da Educação Superior 2020, Paulo Chanan elaborou o estudo “Comentários aos Primeiros Números do Censo da Educação Superior Brasileira – 2020”. Segundo ele, "Os números mostram um crescimento tímido, mas importante, do Setor Educacional Superior Brasileiro, especialmente pela grave crise gerada pela pandemia da Covid-19 em 2020". 

Chanan é advogado, especialista em Direito Empresarial, Mestre em Administração, professor Universitário, Diretor de Regulação e Procurador Institucional do Grupo SER Educacional, VicePresidente da ABRAFI, Membro do Conselho de Administração da ABMES e Conselheiro do Instituto Êxito de Empreendedorismo.

Confira a íntegra da análise aqui.


Conteúdo Relacionado

Notícias

Ensino superior: pela 1ª vez, matrículas em EAD superam presenciais

Entre as formações, graduação de pedagogia tem a maior procura

Com pandemia, ingresso no ensino a distância supera modelo presencial

Censo da educação feito pelo Inep mostrou mudança inédita em 2020, quando mais de 2 milhões de universitários ingressaram na modalidade virtual no Brasil

Universidades públicas tiveram queda de 18,8% no número de concluintes

Dados do Censo da Educação Superior de 2020 mostram redução já no primeiro ano da pandemia

Censo: matrículas em cursos superiores de EAD superam presenciais

Ensino remoto ultrapassou presencial pela primeira vez, diz Inep