Detalhe

Indicadores da educação superior de 2015 serão divulgados a partir de 25 de fevereiro

27/01/2017 | Por: G1 | 888

O resultado final dos indicadores de qualidade da educação superior referentes ao ano de 2015 serão divulgados a partir do dia 25 de fevereiro. A portaria que define a divulgação do conceito Enade, do Conceito Preliminar de Curso (CPC) e do Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC) foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (27).

Os indicadores serão calculados a partir do desempenho e questionário respondido pelos participantes do Enade 2015, informações sobre corpo docente e número de matrículas do censo da educação superior.

CPC

O CPC avalia os cursos superiores. Ele é obtido no ano seguinte ao da realização do Enade de cada área, com base na avaliação de desempenho de estudantes, corpo docente, infraestrutura, recursos didático-pedagógicos e demais itens. O índice varia entre 1 e 5. O MEC considera insuficiente qualquer conceito com notas 1 e 2.

Cursos com conceitos 1 ou 2 estão sujeitos a medidas administrativas, entre elas a suspensão da abertura de novas vagas por meio de processos seletivos. Ou seja, a universidade pode fazer vestibular em geral, mas não pode ofertar vagas no processo seletivo em cursos que foram suspensos.

A composição e o cálculo do CPC abarcam três dimensões de avaliação da qualidade dos cursos de graduação:

- Desempenho dos Estudantes: mensurado a partir das notas dos estudantes concluintes no Enade e dos valores do Indicador da Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD);

- Corpo Docente: baseado em informações obtidas a partir do Censo da Educação Superior sobre a titulação e o regime de trabalho dos docentes vinculados aos cursos avaliados; e

- Percepção Discente sobre as Condições do Processo Formativo: obtida por meio do levantamento de informações relativas à organização didático-pedagógica, à infraestrutura e instalações físicas e às oportunidades de ampliação da formação acadêmica e profissional, a partir das respostas obtidas com a aplicação do Questionário Socioeconômico do Enade.

De acordo com o Inep, na primeira dimensão, o Indicador da Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD) busca aferir o valor agregado pelo processo formativo oferecido pelo curso de graduação, considerando o desempenho no Enade dos estudantes concluintes e suas características de desenvolvimento quando ingressantes no ensino superior.

Desde a edição 2011, o aperfeiçoamento do cadastro dos participantes do Enem permitiu a utilização de seus resultados no cálculo do IDD para a obtenção da medida relativa às características do estudante concluinte quando de seu ingresso no curso de graduação.

IGC

O IGC é um indicador de qualidade que avalia as instituições de educação superior. Ele é calculado anualmente. A nota inclui a média ponderada dos Conceitos Preliminares de Curso e os conceitos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), responsável por avaliar os programas de pós-graduação das instituições. O índice também varia entre 1 e 5. O MEC considera insuficiente qualquer conceito abaixo de 3.


Conteúdo Relacionado

Notícias

Inep divulga Indicadores de Qualidade da Educação Superior 2015

São três os Indicadores de Qualidade da Educação Superior: Conceito Enade; Conceito Preliminar de Curso (CPC) e Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC)

Publicação da ABMES detalha dados do Censo 2015 sobre Educação Superior privada

Documento divide as informações em duas partes: 1) dados dos cursos de graduação presenciais e a distância e 2) trajetória do ensino superior no período de 2009 a 2015

Censo da Educação Superior 2016 inicia coleta de dados

Todas as Instituições de Educação Superior (IES) brasileiras, sejam elas públicas ou particulares, deverão preencher as informações

Editora

Números do Ensino Superior Privado no Brasil 2016

A décima sétima edição dos “Números do Ensino Superior Privado no Brasil 2016” – ano base 2015 –, organizada pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), com base nos dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC), tem como objetivo demonstrar, compacta e claramente, as dimensões da iniciativa privada de ensino superior.