Detalhe

Inep receberá projetos para revisão da Classificação de Cursos Superiores e Sequencias até 30 de maio

18/04/2017 | Por: Inep | 140
Freepik

Instituições federais de Ensino Superior têm até 30 de maio para apresentarem projetos para a revisão e atualização da Classificação dos Cursos de Graduação e Sequenciais. O prazo foi prorrogado em 30 dias úteis pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) em função da publicação de novo edital, em 12 de abril de 2017, no Diário Oficial da União.

A classificação em vigor é de 2000 e está obsoleta por causa da expansão dos cursos de graduação, da diversificação de nomenclaturas para denominação dos cursos e da criação de novas áreas de conhecimento. A atualização propiciará o desenvolvimento de estatísticas comparáveis nacional e internacionalmente, considerando a realidade atual da Educação Superior brasileira, bem como a classificação padrão internacional de cursos atualizada.

As propostas para revisão e atualização da Classificação dos Cursos de Graduação e Sequenciais devem levar em consideração as mudanças ocorridas na legislação que regula a Educação Superior Brasileira e a última versão publicada da International Standard Classification of Education (Isced – F 2013). A classificação da Unesco é um instrumento adequado à montagem, compilação e apresentação de estatísticas da educação.

Cronograma – As Instituições Federais de Ensino podem enviar propostas de Planos de Trabalho para o Inep até 29 de maio. O Inep vai analisar as propostas de Planos de Trabalho recebidas, selecionar e divulgar os resultados preliminares. Após análise de possíveis interposições de recursos, serão divulgados os resultados finais. O trabalho será celebrado por meio de um Termo de Execução descentralizada entre o Inep e a Instituição Federal selecionada. O prazo para o desenvolvimento do projeto está previsto para oito meses após a assinatura do termo, com entregas sequenciais de cada produto. São eles:

Produto 1 – Tabela de Classificação dos Cursos de Graduação e Sequenciais revisada e atualizada, considerando a legislação vigente no Brasil em relação à Educação Superior, a atual Classificação de Cursos utilizada, bem como a versão International Standard Classification of Education (Isced – F 2013).

Produto 2 – Dois manuais distintos: um com a descrição da metodologia usada para a revisão e atualização do novo modelo de Classificação dos Cursos de Graduação e Sequenciais e outro com um guia para a classificação de novos cursos.

Produto 3 – Documento técnico com a relação da Classificação dos Cursos – versão 2000 e o novo modelo de Classificação dos Cursos de Graduação e Sequenciais.

Produto 4 – Tabela com todos os cursos da Educação Superior do país classificados de acordo com a Classificação dos Cursos de Graduação e Sequenciais revisada e adaptada.

  • Clique aqui para acessar o edital. 

Conteúdo Relacionado

Notícias

Projetos de classificação de cursos têm prazo até abril

Podem submeter propostas todas as instituições federais de educação superior que cumprirem os requisitos da chamada pública, divulgada em fevereiro

Inep divulga Indicadores de Qualidade da Educação Superior 2015

São três os Indicadores de Qualidade da Educação Superior: Conceito Enade; Conceito Preliminar de Curso (CPC) e Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC)