Detalhe

Consulta pública do Future-se é prorrogada até 29 de agosto

14/08/2019 | Por: Ministério da Educação | 323
Foto: Ministério da Educação

Quem ainda não se cadastrou na consulta pública do Future-se terá mais tempo para acessar o sistema. O prazo foi prorrogado de 15 para 29 de agosto. A proposta do Ministério da Educação (MEC) é reunir contribuições para aperfeiçoar o programa.

As sugestões da população serão consolidadas pelo MEC antes do envio do projeto para o Congresso Nacional. Quase 50 mil pessoas já realizaram o cadastro — os dados são desta quarta-feira, 14. O sistema registrou 16.703 comentários sobre ao menos um dos pontos da proposta.

O programa foi lançado pelo MEC para promover maior autonomia financeira nas universidades e institutos federais por meio de incentivo à captação de recursos próprios e ao empreendedorismo. A adesão ao Future-se é voluntária. É importante destacar que a União manterá os recursos destinados às instituições, o que vier a mais com o programa será recurso extra.

De acordo com o secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Lima, a prorrogação do prazo foi realizada para atender o pedido de reitores das universidades federais de São Carlos, Mato Grosso do Sul, de Lavras, Oeste do Pará. O presidente do Sebrae, Carlos Meles, também pediu que o prazo fosse estendido. Segundo Lima, o Sebrae será um grande parceiro do programa.

O secretário do MEC defende o diálogo e a apresentação de sugestões das 63 universidades federais brasileiras. Arnaldo destaca que as empresas juniores, instaladas dentro das universidades, também terão prioridade no programa.

A proposta do MEC com o programa é proporcionar às instituições federais de ensino superior acesso a cerca de R$ 100 bilhões. Os recursos virão do patrimônio da União, de fundos constitucionais, de leis de incentivos fiscais e depósitos à vista, de recursos da cultura e de fundos patrimoniais.

A consulta
Para participar da consulta, é preciso criar um cadastro com e-mail e CPF na plataforma da consulta pública, que pode ser acessada pelo portal do MEC. Somente os cadastrados podem enviar comentários sobre a proposta. Os interessados precisam preencher um perfil, indicando sua cidade e estado, faixa etária, nível de escolaridade e ocupação.

A consulta pública tem duas etapas. Na primeira, o participante pode escolher três opções a cada capítulo: "totalmente claro", "claro com ressalvas" e "não está claro". Além disso, há espaço para incluir comentários por escrito no fim de cada capítulo. Já na segunda etapa, o participante pode ainda utilizar um campo de texto para fazer comentários gerais sobre o tema e ainda contribuir com propostas.


Conteúdo Relacionado

Notícias

Celso Niskier toma posse na Academia Brasileira de Educação

Diretor presidente da ABMES é agora membro efetivo na cadeira de número 20 da ABE

Future-se: Consulta pública ultrapassa 55 mil cadastrados

A consulta pública serve para abrir espaço a especialistas e população em geral opinarem sobre o projeto

Vales do Silício Tropicais

No artigo abaixo, Arnaldo Lima, secretário de educação superior do MEC, detalha os objetivos do programa Future-se. Um deles é ajudar as universidades a formar empreendedores

No ritmo atual, Brasil só baterá a meta de matrículas de jovens na universidade em 2037

G1: Em levantamento realizado, o diretor executivo da ABMES, Sólon Caldas, comenta sobre as projeções de crescimento do ensino superior

Future-se: internacionalize-se

Artigo escrito pela consultora de parceria internacional da ABMES aborda as propostas de internacionalização do projeto apresentado pelo Ministério da Educação

Novo ministro da Educação toma posse em Brasília

ABMES representou o setor particular de educação superior nas duas solenidades, realizadas no Palácio do Planalto e no Ministério da Educação