Detalhe

7ª edição do Prêmio Milton Santos reconhece personalidades de destaque da educação superior

01/04/2016 | Por: ABMES | 788

A Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) divulgou o resultado da 7ª edição do Prêmio Milton Santos de Educação Superior. Foram vencedores Paulo Antonio Gomes Cardim, na categoria Administração de Instituições de Ensino Superior; Wilson de Matos Silva, na categoria Desempenho na Área Política; e Hermes Ferreira Figueiredo, na categoria Gestão Empresarial. A cerimônia de entrega dos troféus e diplomas será na manhã do dia 5 de maio, na sede da ABMES, em Brasília/DF.

O prêmio reconhece há doze anos o mérito e empenho de pessoas que de algum modo ajudaram a melhorar e incentivaram o avanço da educação brasileira. Os concorrentes são indicados, bienalmente, pelos mantenedores associados à ABMES, como nomes de destaque à premiação. Em 2016, a escolha dos vencedores aconteceu em reunião ordinária realizada pela diretoria da Associação no dia 1º de abril.  

 

Conheça os vencedores 

ADMINISTRAÇÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR

Paulo Antonio Gomes Cardim

Paulo Antonio Gomes Cardim nasceu em São Paulo/SP, em 25 de outubro de 1947. Formado em Direito pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas, atua há mais de 23 anos como diretor-presidente da FEBASP, entidade mantenedora do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, onde, em 1964, iniciou suas atividades na área da educação.  É presidente da Associação Nacional dos Centros Universitários (Anaceu), membro do Conselho da Presidência da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), membro fundador do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular, vice-presidente da Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino (Confenem) e vice-presidente da Fundação Nacional de Desenvolvimento do Ensino Superior Particular (Funadesp). É membro nato do Conselho da Presidência do Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo (Semesp), onde foi presidente nas gestões 1990-1993 e 1993-1996. Atua no Conselho Educacional da Fundação Rotary de São Paulo, no Sindicato Nacional das Empresas de Educação a Distância e na Entidade Viva o Centro São Paulo. Desde 2015, é representante de Notório Saber Científico, Filosófico e Artístico da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes).

 

DESEMPENHO NA ÁREA POLÍTICA

Wilson de Matos Silva

Nasceu em Jaguapitã/PR, no dia 9 de setembro de 1947. Graduado em Matemática pela Universidade Federal de Santa Catarina, especialista em Cálculo Avançado pela Universidade Estadual de Londrina/PR e Mestre em Ciências Gerenciais pela Universidade de Marília/SP. Atuou como professor de Matemática na Universidade Estadual de Maringá e na Universidade Paranaense. Wilson é presidente do Centro do Ensino Superior de Maringá, reitor e fundador do Centro Universitário Cesumar (Unicesumar) e fundador do Colégio Objetivo Unidade Maringá. Recebeu vários títulos e honrarias, como Empresário do Ano (Associação Comercial e Industrial de Maringá, Sindicato dos Lojistas do Comércio Varejista de Maringá, Associação Paranaense de Supermercados e pela Federação das Indústrias do Paraná); Cidadão Benemérito de Maringá; Sócio Honorário da Academia de Letras de Maringá; Cidadão Benemérito do Paraná e Comenda Ordem Estadual do Pinheiro. Em outubro de 2006, foi eleito 1º suplente do senador Álvaro Dias. Em 2007, apresentou como senador titular 12 Projetos de Lei voltados à melhoria da educação no Brasil, dos quais cinco foram aprovados pelo Senado. As propostas vão desde a inclusão da música no currículo do Ensino Fundamental até o aumento da frequência mínima exigida para aprovação dos alunos na educação básica.

 

 

GESTÃO EMPRESARIAL

Hermes Ferreira Figueiredo

Hermes Ferreira Figueiredo, natural de Mirassol/SP, nasceu em 8 de julho de 1938. Licenciado e bacharel em História pela Universidade de São Paulo, fundou, em 1965, ao lado do professor Gilberto Padovese (1937- 2011), o Colégio Cruzeiro do Sul, que daria origem à Universidade Cruzeiro do Sul (Unicsul), reconhecida em 1993, da qual foi o primeiro reitor e ocupa, desde 1970, o cargo de diretor-presidente da entidade mantenedora. Desde 1965, é Presidente do grupo Cruzeiro do Sul Empreendimentos e Participações Ltda. Participou ativamente da profissionalização da gestão acadêmica e administrativa da Unicsul, vislumbrando a perenidade e o crescimento do colégio e da universidade. Sob sua gestão, ampliou a área de atuação em São Paulo, com a instalação de outros campi e foram adquiridos instituições de ensino superior e colégios, dando origem ao grupo Cruzeiro do Sul Educacional, atualmente, um dos maiores e mais relevantes grupos de educação do Brasil, atuando em todos os níveis e modalidades de ensino. Presidiu a Associação Santos Dumont de Educação e Cultura e foi membro do Conselho Curador da Fundação Padre Anchieta. No Sindicato das Entidades Mantenedoras de Ensino Superior no Estado de São Paulo (Semesp), foi vice-presidente (1993-2004) e, desde 2004, exerce o cargo de presidente da entidade. 

 

Sobre Milton Santos

O Prêmio Milton Santos de Educação Superior foi instituído pela ABMES, em dezembro de 2004, como forma de reconhecer o mérito de personalidades que contribuem para o engrandecimento e aprimoramento da educação superior no Brasil.

O geógrafo Milton Santos – que dá nome ao Prêmio – nasceu em Brotas de Macaúbas, no interior da Bahia, em 1926. Milton Santos era professor emérito da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo. Faleceu em São Paulo, no dia 24 de junho de 2001.

Sua vasta obra, ainda pouco conhecida e estudada no Brasil, revoluciona não apenas a Geografia mas as ciências humanas e sociais. Com sua genial conceituação do espaço geográfico, Milton ofereceu a possibilidade de se compreender a totalidade do mundo. Abordou, como ninguém, a problemática da urbanização no Terceiro Mundo, a teoria e a metodologia geográficas, temas sobre os quais publicou mais de quarenta livros e cerca de 300 artigos, traduzidos para o espanhol, francês, inglês e japonês. Ensinou em diversas universidades na Europa, África, América do Sul e América do Norte.

Dentre as honrarias recebidas em reconhecimento ao seu trabalho intelectual, destacam-se os títulos de Doutor Honoris Causa de inúmeras universidades no Brasil e no exterior e o Prêmio Vautrin Lud, correspondente ao “Prêmio Nobel” da Geografia. Milton Santos foi o único pesquisador fora do mundo anglo-saxão a receber tal prêmio.


Conteúdo Relacionado

Notícias

Honraria Nacional à FAINOR: Edgar Larry é o vencedor de prêmio em Educação Superior

Em notícia publicada no Blog do Anderson, no dia 12 de setembro, cita a conquista do professor Edgar Larry na 8ª edição do prêmio Milton Santos de Educação Superior

Jantar celebra nova gestão da ABMES e vencedores do Prêmio Milton Santos

Gabriel Mario Rodrigues, presidente da ABMES por 12 anos, finalizou sua gestão com a entrega dos troféus aos vencedores do Prêmio Milton Santos de Educação Superior. Nesta edição foram merecedores Hermes Figueiredo, Paulo Cardim e Wilson Matos. Rodrigues será sucedido por Janguiê Bezerra Diniz, empossado na última terça-feira (3)

Henrique Paim é homenageado pela ABMES e recebe prêmio Milton Santos de Educação Superior

Além do ministro Henrique Paim, foram premiados o CEO do grupo Kroton Educacional, Rodrigo Galindo, e a superintendente da Universidade Presidente Antônio Carlos (Unipac), Débora Guerra, nas categorias gestão empresarial a administração de instituições de ensino superior.