Detalhe

Última semana da Avaliação Quadrienal analisa mestrados profissionais em rede

08/08/2017 | Por: Capes | 605

Nesta segunda-feira, 8 de julho, em Brasília, teve início a última semana da Avaliação Quadrienal da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Ao longo do período, serão avaliados os mestrados profissionais em rede voltados à formação de professores da educação básica (PROFs).

Iniciantes na avaliação, os cursos dessa modalidade contam com uma ficha de avaliação própria. A avaliação específica dos PROFs funciona com comissões de caráter multidisciplinar as quais também deverão apreciar o funcionamento daqueles cursos que foram recomendados recentemente. De acordo com a diretora de Avaliação Rita Barradas Barata, os procedimentos vão no sentido de construir aprendizado sobre como avaliar esse novo tipo de curso de pós-graduação.

Atualmente, são ofertados mestrados profissionais em rede nacional no formato semipresencial voltados a professores da educação básica nas áreas de: Matemática (Profmat); Letras (Profletras); Ensino de Física – MNPEF (ProFis); Artes (ProfArtes); História (ProfHistória); Educação Física (ProEF); Química (ProfQui); Filosofia (Prof-Filo); e Biologia (ProfBio). Também são ofertados neste mesmo formato os cursos em Administração Pública (ProfiAP); em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua); e em Ensino de Ciências Ambientais (ProfCiamb).

Sobre a Avaliação
Iniciada pela Capes em 1976, a avaliação da pós-graduação stricto sensu é um exame periódico de qualidade acadêmica de todos os programas de pós-graduação stricto sensu (mestrados e doutorados) em funcionamento no país. O processo é fundamental para a manutenção do Sistema Nacional de Pós-Graduação (SNPG) e seus resultados têm usos diversos: estudantes se baseiam nas notas para escolher seus futuros cursos, e agências de fomento nacionais e internacionais orientam suas políticas de fomento segundo as notas atribuídas pela avaliação. Estudos e indicadores produzidos a partir da avaliação são também usados para embasar políticas governamentais de indução e crescimento da pós-graduação e no estabelecimento de uma agenda para diminuir desigualdades entre regiões do Brasil ou dentro das áreas do conhecimento.


Conteúdo Relacionado

Legislação

PORTARIA CAPES Nº 59, DE 22 DE MARÇO DE 2017

Dispõe sobre o regulamento da Avaliação Quadrienal.


Notícias

Capes divulga resultado final da Avaliação Quadrienal 2017

A relação de notas está dividida de acordo com a modalidade dos programas - acadêmica ou profissional -, e organizada em planilhas por IES e por Área de Avaliação

MEC anuncia novos mestrados para valorizar carreira e aumentar salários

Cursos teriam enfoque na prática em sala de aula, não na formação de pesquisadores

Quadrienal 2017 inicia quarta semana de trabalhos

Serão analisados: Biodiversidade, Biotecnologia, Ciência da Computação, Ciências Ambientais, Ciências Biológicas I, Ciências Biológicas III, Ensino Interdisciplinar, Materiais, Medicina Veterinária, Psicologia, Teologia

Quadrienal 2017 apresenta mudanças na avaliação da pós-graduação

O período de avaliação, que passa a abranger quatro anos (2013 a 2016), e não mais três, é a principal alteração introduzida nesta edição

Avaliação quadrienal de pós-graduação começa nesta segunda, 3

Esta é a primeira vez em que o período avaliado abrange quatro anos (2013 a 2016). Até a última avaliação, realizada em 2013, o intervalo era de um triênio

Coluna

Educação Superior Comentada | A necessidade de modernização dos instrumentos de avaliação

Ano 5 - Nº 26 - 16 de agosto de 2017

Na edição desta semana, o consultor jurídico da ABMES, Gustavo Fagundes, fala sobre a importância de que o instrumento de avaliação dos cursos de graduação acompanhe a evolução, cada vez mais veloz, da realidade educacional. Segundo ele, o MEC vem promovendo, de forma ainda cautelosa, a modernização das normas regulatórias. No entanto, direção semelhante precisa ser seguida pelos demais órgãos integrantes do sistema federal de ensino