Detalhe

CBESP 2019: MEC estuda rever suspensão de abertura de novos cursos de medicina

07/06/2019 | Por: O Globo | 220
Foto: Divulgação/ O Globo

O Ministério da Educação (MEC) estuda rever uma moratória que suspendeu por cinco anos os pedidos de abertura de novos cursos de Medicina no país. A medida foi decretada no ano passado, o governo de Michel Temer. Estudos preliminares já foram feitos pelo Ministério da Saúde e enviados ao MEC no final de maio para avaliação do ministro Abraham Weintraub.

A ampliação da oferta voltou a ser discutida como solução para o vácuo de profissionais de saúde deixado em algumas regiões do país após a saída de Cuba do programa Mais Médicos. Organizações médicas, no entanto, afirmam que o grupo de trabalho montado para avaliar as faculdades não se reuniu e que abrir novos cursos não resolverá o problema.

A abertura de cursos de Medicina se dá através de um mecanismo de chamamentos públicos para as instituições. O MEC faz editais de forma a selecionar previamente os municípios-alvo e definir os requisitos para a escolha de instituições privadas autorizadas a abrir essas vagas. Com a medida do ano passado, novos editais foram congelados por cinco anos. No entanto, pedidos já autorizados tiveram continuidade. Desde março de 2018, foram abertas 26 escolas de medicina.

Estudo é a pedido do ministro da Educação
Segundo Marco Aurélio de Oliveira, diretor de Regulação da Educação Superior no MEC, a diretoria começou a se debruçar sobre o tema a partir de um pedido do ministro Weintraub. Além disso, alguns parlamentares teriam pressionado pela revisão da questão, assim como algumas entidades mantenedoras de ensino superior.

O estudo encaminhado pelo Ministério da Saúde faz uma análise preliminar das áreas com falta de médicos e com potencial para receber futuras instituições de ensino. Oliveira explica que o foco é nas instituições privadas.

— É uma decisão política do ministro, que envolve outros ministérios. Nós apresentaremos os resultados do estudo no segundo semestre.

Para Celso Niskier, presidente da Associação Brasileira das Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), a abertura de novas faculdades de Medicina deveria seguir os mesmos trâmites dos demais cursos, mas com maior exigência.

— Vamos ter um apagão de mão de obra na área médica porque, toda vez que congela, cria-se uma demanda e gera carência de oferta.

"Não faltam médicos no Brasil"
Para o médico Diogo Leite Sampaio, vice-presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), dizer que há risco de um “apagão” de médicos é “falta de conhecimento da realidade”.

— Primeiro, não faltam médicos no Brasil. Segundo, não se resolve o problema com mais escolas. Isso é pressão de mercado e um sintoma da velha política. O objetivo da moratória era criar um grupo de trabalho para avaliar as escolas de Medicina e criar critérios antes de se abrir as próximas. Os estudos não foram apresentados, nada foi feito nem pelo governo anterior, nem pelo atual.

De acordo com dados da Demografia Médica 2018, em menos de cinco décadas, o total de médicos no Brasil aumentou 665,8%, enquanto o crescimento total da população foi de 119,7% no mesmo período. Em janeiro de 2018, o país tinha 452.801 médicos, a grande maioria concentrada nas capitais.

Médicos recém-formados não sabiam o básico
A expansão não se reflete em mais qualidade no serviço. Ainda em 2018, o exame do Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp), reprovou 40% dos recém-formados. Cerca de 70% dos avaliados não sabiam medir a pressão arterial e 68% não acertaram os procedimentos que devem ser adotados em pacientes com sinais de infarto.

Para o diretor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Roberto Medronho, os profissionais com melhor formação só migrarão para o interior quando houver estrutura de trabalho adequada.

— Não basta apenas ter o médico, ele precisa ter a infraestrutura que o permita trabalhar, e um sistema com centros de referência minimamente acessíveis para que ele envie os pacientes em casos muito complexos. Para resolver isso, a saída é criar uma carreira de Estado, nos moldes do que acontece no Judiciário, em que um profissional mais novo vai para o interior e se muda para os grandes centros conforme cresce na profissão. 


Conteúdo Relacionado

Vídeos

XII CBESP | Resumo do congresso

Com número recorde de inscrições, a 12ª edição do CBESP contou mais de 500 congressistas de todo o país. Foram três dias  com a presença de 23 palestrantes que somaram cerca de 22 horas de conteúdo sobre os caminhos que a educação superior deve tomar na 4ª revolução industrial

XII CBESP | Dia 3

O último dia do XII CBESP foi marcado pela leitura da Carta de Belo Horizonte. O momento encerrou uma manhã intensa de atividades, que contou com pesquisas inéditas, palestra sobre meditação e mesa-redonda com conselheiros do CNE. O Congresso reuniu mais de 500 pessoas entre mantenedores, reitores, especialistas em educação e autoridades governamentais na capital mineira, Belo Horizonte/MG

XII CBESP | Confira quem são os apoiadores do evento

Conheça um pouco mais sobre os apoiadores da 12ª edição do principal congresso da educação superior brasileira, o CBESP 2019. Alguns deles acompanham a iniciativa desde sua primeira edição!

XII CBESP | Dia 2

O segundo dia do XII CBESP foi marcado por palestras e debates sobre inclus~soa e diversidade centradas no tema "Educação superior: inovação e diversidade na construção de um Brasil plural". O Congresso reuniu mais de 500 pessoas entre mantenedores, reitores, especialistas em educação e autoridades governamentais na capital mineira, Belo Horizonte/MG

XII CBESP | Dia 1

A abertura da 12ª edição do CBESP contou com a presença do ministro da Educação e palestras que deram a tônica dos outros dias do evento. O Congresso reuniu mais de 500 pessoas entre mantenedores, reitores, especialistas em educação e autoridades governamentais na capital mineira, Belo Horizonte/MG

Inovação e diversidade darão o tom do XII CBESP

Dando continuidade aos debates sobre inovação ocorridos no último Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular (CBESP), a 12ª edição do evento terá como tema “Educação superior: inovação e diversidade na construção de um Brasil plural”. O encontro acontecerá de 6 a 8 de junho de 2019, em Belo Horizonte/MG

XII CBESP | Belo Horizonte sediará principal congresso da educação superior brasileira

Reconhecido como o principal evento da educação superior brasileira, o Congresso será realizado nos dias 6, 7 e 8 de junho de 2019. Diversidade, inovação, políticas públicas e modelos de sucesso são destaques na programação, que, além de palestras e debates com a presença de renomados especialistas e gestores da educação brasileira, contará com workshops práticos para os participantes. 

Notícias

Fórum entrega a Abraham Weintraub propostas para melhorias na regulamentação do setor

Documento reúne medidas para otimizar a supervisão e a avaliação IES e promover a desobstrução regulatória

CBESP 2019: Ensino a distância deve ganhar força nos próximos anos

Correio Braziliense: No 12°Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular, o diretor presidente da ABMES, Celso Niskier, comenta sobre a EAD

CBESP 2019: MEC estuda abrir novos cursos de medicina

Correio Braziliense: O secretário substituto da Seres/MEC, Marco Aurélio de Oliveira, falou durante o Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular que estão sendo feito estudos para a abertura de novas vagas nos cursos de medicina

CBESP 2019: MEC estuda rever suspensão de novos cursos de Medicina

Estadão: Durante o Congresso Brasileiro de Educação Superior Particular, o secretário da Seres/MEC, Marco Aurélio de Oliveira, comenta sobre a ampliação da oferta de vagas de medicina

CBESP 2019: Ministro da Educação diz que ensino superior particular será fortalecido

Exame: No Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular, o ministro Abraham Weintraub defendeu o setor particular e disse que dará mais liberdade para as instituições de ensino

CBESP 2019: Após confronto com universidades federais, Weintraub fala em fortalecer setor privado

Estadão: Durante o Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular, o ministro da Educação defendeu mais liberdade para atuação de faculdades particulares

CBESP 2019: Com Fies em baixa, universidades particulares consolidam crédito estudantil próprio

Zero Hora: Na abertura do Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular,o diretor presidente da ABMES, Celso Niskier, defendeu a importância do financiamento estudantil

CBESP 2019: Universidade particular quer mudar avaliação pela pasta

Valor Econômico: Durante o CBESP, o diretor presidente da ABMES, Celso Niskier, garante que vai apresentar propostas par mudanças no processo de avaliação

CBESP 2019: Em MG, MEC defende desburocratização para liberar cursos de Educação Superior

Ministério da Educação: Abraham Weintraub, durante a participação no Congresso Brasileiro de Educação Superior Particular, disse que dará mais liberdade ao ensino superior particular

CBESP 2019: MEC estuda rever suspensão para criação de novos cursos de medicina no país

Folha de S.Paulo: Marco Aurélio de Oliveira, o diretor da Seres/MEC, em participação no Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular, disse que está em análise a possibilidade de aumento de vagas de medicina

CBESP 2019: MEC estuda liberar vagas e ofertas de cursos de medicina

Agência Brasil: No Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular, o diretor de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) do MEC, Marco Aurélio de Oliveira, diz que o governo estuda novas possibilidades de ampliação de ofertas dos cursos de medicina

CBESP 2019: Ensino superior oferece meditação para ajudar na formação de alunos

Agência Brasil: No Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular, instituições de ensino superior buscam benefícios para estudantes através de cursos de meditação

Weintraub: crescimento econômico elevará procura por ensino superior

Yahoo Notícias: No Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular, o diretor presidente da ABMES, Celso Niskier, foi desafiado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, a apresentar ao MEC uma proposta para formação de professores em prol da educação básica

CBESP 2019: políticas públicas estão na contramão da inclusão

Ampliação do número de estudantes passa pelo fortalecimento do financiamento estudantil e pela educação a distância

CBESP 2019: Gamificação, marketing digital e design thinking: o futuro (breve) da educação

Painel realizado no XII CBESP provocou os congressistas a refletirem sobre a transformação digital necessária à educação para sobreviver em um contexto inovador

CBESP 2019: Caminhos para inovar a partir do investimento em diversidade

Experiências mostram como internacionalização e diversidade racial podem conduzir as IES a novos patamares de inovação e inclusão

CBESP 2019: Enem 2019 está garantido, diz ministro

Jornal Floripa: O ministro participou nesta quinta-feira da abertura do 12ª Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular, que ocorre em Belo Horizonte

CBESP 2019: Após confronto com universidades federais, Weintraub fala em fortalecer setor privado

Terra: Na abertura do Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular (CBESP), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, defende do fortalecimento do ensino superior particular

CBESP 2019: Enem 2019 está garantido, diz ministro

Agência Brasil: Na abertura do CBESP,o ministro da Educação participou do evento e garantiu o crescimento do ensino superior particular

CBESP 2019: Ministro diz que rede federal não conseguirá atender demanda

Correio Braziliense: Durante a abertura do 12°Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular (CBESP), que ocorre em Belo Horizonte, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que a demanda do ensino superior deve crescer nos próximos anos

CBESP 2019: Ministro da Educação defende fortalecimento do ensino superior privado

O Globo: Durante a participação no CBESP, o ministro da Educação fala da importância da educação superior particular

CBESP 2019: Seres/MEC afirma que EAD é a chave para incluir milhões de brasileiros na educação superior

Posicionamento foi apresentado pelo diretor de Políticas Regulatórias durante a 12ª edição do CBESP

CBESP 2019: Ministro da Educação defende fortalecimento de ensino superior particular

Folha de S.Paulo: Em CBESP, o diretor presidente a ABMES, Celso Niskier, ressaltou em discurso de abertura que defenderá a educação superior particular como instrumento para a libertação das amarras que prendem o desenvolvimento do país

CBESP 2019: Weintraub garante que o Enem vai acontecer, mesmo após mais uma baixa no Inep

CBN: Em Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular (CBESP), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, comenta que as instituições superiores particulares são responsáveis por 80% da formação superior

CBESP 2019: Ministro da educação defende ensino superior privado em abertura de congresso do setor em BH

G1: O ministro da Educação, Abraham Weintraub, compareceu ao CBESP, realizado em Belo Horizonte, e em seu discurso garantiu que dará liberdade ao ensino superior particular

Weintraub: crescimento econômico elevará procura por ensino superior

Agência Brasil: Em Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular, realizado em Belo Horizonte, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, defendeu hoje o setor particular como principal agente na expansão do ensino superior

CBESP 2019: Diretora do Google Brasil convoca IES a agirem pela diversidade

Gleidys Salvanha foi a responsável pela palestra magna na noite de abertura do 12º CBESP

CBESP 2019: Na abertura do CBESP, ministro da Educação fala em crescimento e liberdade para o setor

Abraham Weintraub fez a abertura solene do Congresso e discursou para mais de 500 pessoas presentes ao evento que acontece em Belo Horizonte

ABMES lança 43ª edição da revista Estudos no XII CBESP

Produzida por especialistas em educação superior, a publicação traz análises, debates e reflexões sobre os indicadores de qualidade da educação superior

Diversidade é chave para inovar no ensino superior; tema será debatido em congresso em BH

Hoje em Dia: Em entrevista, o secretário executivo do Fórum e diretor presidente da ABMES, Celso Niskier, fala sobre os debates que acontecerão durante o XII CBESP

Matrículas em faculdades à distância devem superar as presenciais em 4 anos

Estado de Minas: Em entrevista, o diretor presidente da ABMES, Celso Niskier, comenta sobre o crescimento da modalidade EAD

Projeto Seres em Ação realizará atendimentos durante o XII CBESP

O serviço será oferecido na sexta-feira, 7 de junho, mediante agendamento prévio. Vagas limitadas

Diversidade, inovação, políticas públicas e modelos de sucesso são destaques na programação do XII CBESP

Além de palestras e debates com a presença de renomados especialistas e gestores da educação brasileira, a programação conta com workshops práticos para os participantes

Banda Jota Quest fará show de abertura do XII CBESP

Apresentação será realizada após conferência especial sobre o tema central do congresso, que acontecerá em Belo Horizonte/MG, de 6 a 8 de junho

XII CBESP: Maiores delegações ganharão cortesias para a edição seguinte

Grupos com até 10 pessoas ganharão o benefício, que varia de acordo com o número de integrantes. Não é permitida a junção de duas instituições para constituir uma delegação

Inovação e diversidade darão o tom do XII CBESP

Evento, que será realizado em Belo Horizontes/MG nos dias 6, 7 e 8 de junho de 2019, aprofundará discussões realizadas na 11ª edição. Inscrições abertas

Inscrições abertas para a 12ª edição do CBESP

Interessados têm até o dia 14 de janeiro de 2019 para garantir os valores promocionais do 1º lote de inscrições. O Congresso será realizado em Belo Horizonte/MG nos dias 6, 7 e 8 de junho

Em 2019, Belo Horizonte sediará o XII CBESP

Reconhecido como o maior evento do setor educacional no país, o Congresso será realizado nos dias 6, 7 e 8 de junho de 2019. Associados de entidades que compõem o Fórum terão descontos especiais. Inscrições em breve