Detalhe

Pesquisa ABMES: Mais de 70% dos jovens adiaria universidade por falta de dinheiro

25/04/2017 | Por: Universia | 792
Shutterstock Mais de 70% dos jovens adiaria universidade por falta de dinheiro

76% dos jovens brasileiros adiariam a entrada em uma universidade por falta de dinheiro, apontou uma pesquisa feita pela consultoria Educa Insights e encomendada pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino superior (ABMES) com mais de 1,2 mil pessoas em quatro capitais brasileiras.

De acordo com o estudo, 62% adiariam por não ter condições de pagar e 14% por não ter bolsa ou financiamento estudantil. Sete em cada dez estudantes gostariam de entrar no ensino superior logo após o fim do Ensino Médio. Já entre os pais, 98% acredita que é importante que os filhos entrem na universidade após concluir o Ensino Médio e 78% espera que o ingresso seja imediato.

Foram ouvidos também jovens que já concluíram o Ensino Médio. De acordo com os dados coletados, 62% desejava entrar em uma faculdade, mas 52% já desistiu do ensino superior. 70% deles apontaram não ter condições para pagar as mensalidades como um dos motivos, 23% por não ter entrado em uma universidade pública e 21% por ter começado a trabalhar.

TRABALHO CEDO

Dados divulgados pelo Programa Internacional de avaliação de Estudantes (Pisa) na semana passada apontou que 44% dos estudantes entre 15 e 16 anos no Brasil estão trabalhando. De acordo com o estudo, o país é um dos seis com maior número de jovens nessa faixa etária trabalhando.

Atualmente, o Brasil se encontra apenas atrás da Tunísia, da Costa Rica, da Romênia, da Tailândia e do Peru na questão de jovens trabalhando em algum período da sua rotina. Segundo com a Organização para Cooperação de Desenvolvimento Econômico (OCDE), 43,7% dos adolescentes entre 15 e 16 anos exercem alguma função remunerada. Líder do ranking, a Tunísia apresenta uma porcentagem de 47,2%.


Conteúdo Relacionado

Notícias

Pesquisa ABMES: 70% dos brasileiros que entram em uma faculdade particular são obrigados a abandonar os estudos: o motivo é a falta de dinheiro

Matéria produzida pela GloboNews aborda pesquisa promovida pela ABMES em parceria com Educa Insigths

Pesquisa ABMES: Principais entraves para o acesso à Educação Superior ainda são aspectos financeiros

Estudo "Processo Decisório no Acesso à Educação Superior" revelou que, sem ingressar nas instituições públicas ou conseguir financiamento estudantil, jovens adiam o sonho da faculdade

Pesquisa ABMES: 8% dos jovens dizem que entrar na faculdade é importante

Portal de notícias G1 cita estudo realizado pela ABMES. Durante pesquisa, foram ouvidos 1,2 mil pais e alunos em quatro capitais

Pesquisa ABMES: Fator financeiro ainda é a principal barreira para o acesso ao Ensino Superior

Sem conseguir ingressar nas instituições públicas; ter acesso ao financiamento estudantil ou emprego para arcar com a mensalidade, pais e alunos adiam sonho da faculdade