Detalhe

Portaria permite que até 40% das graduações presenciais sejam dadas a distância

31/12/2018 | Por: O Globo | 1188

No último dia de gestão, o governo publicou uma portaria que permite a oferta a distância de até 40% da carga horária total de cursos presenciais de graduação. A nova regra dobrou o patamar anterior, de 20%. A norma foi publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira e já passa a valer.

A equipe de transição do presidente eleito, Jair Bolsonaro, já anunciou que fará um pente-fino nas normas editadas pelo governo Temer nos últimos 60 dias de 2018. A portaria com as regras sobre ensino a distância entrará na mira da futura administração, que pode revogá-la.

Redução de gastos
Graduações na área de saúde e nas engenharias estão fora da regra que consta na portaria. A ampliação de disciplinas a distância, que permite redução de gastos com instalações e corpo docente, é uma reivindicação de instituições privadas de ensino superior. Mas há uma preocupação com a qualidade dos cursos.

Para ofertar até 40% da graduação a distância, a instituição de ensino precisa ter Conceito Institucional (CI) igual ou maior que 4. A graduação também precisa ter nota 4 ou mais no Conceito de Curso (CC). A escala do CC e do CI, ambos indicadores de avaliação de qualidade do Ministério da Educação (MEC), vai de 1 a 5, sendo 3 o patamar considerado satisfatório.

Para Sólon Caldas, diretor executivo da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), a ampliação da possibilidade de ensino a distância em parte das graduações presenciais é uma flexibilização que beneficia os alunos, e não o setor privado. Ela afirma que os critérios impostos deixarão apenas que cursos de boa qualidade sejam ofertados a distância no limite de 40%:

— Pouquíssimas instituições terão nota 4 nos dois conceitos, conforme o exigido. Não tenho dúvida de que a qualidade desses cursos será igual ou melhor que o integralmente presencial.

Ele lembra que o governo definiu, recentemente, que o ensino médio pode ter até 20% da carga horária a distância, chegando a 80% caso seja ofertado na modalidade Jovens e Adultos. Portanto, ainda segundo Sólon, o aumento do limite para graduações segue a tendência.


Conteúdo Relacionado

Áudios

Áudio: Nova regulamentação da EAD: O que muda para as IES (Debate)

Data:04/07/2017

Descrição:

Áudio do debate sobre a Nova regulamentação da EAD: O que muda para as IES.

Download

Vídeos

EAD para pós-graduação e ampliação da modalidade em cursos presenciais

No fim de 2018 algumas notícias importantes movimentaram a educação superior brasileira: a regulamentação de programas de pós-graduação stricto sensu na modalidade EAD e a ampliação de aulas nessa modalidade que podem ser ofertadas nos cursos de graduação presenciais, o limite passou de 20% para 40%. Confira neste vídeo alguns pontos importantes dessas medidas e tire suas dúvidas

Um ano do Decreto da EAD - o que mudou?

Após um ano da publicação do Decreto Nº 9.057, que regulamentou a educação a distância no Brasil, a modalidade se tornou ainda mais popular. Confira mais informações sobre a EAD neste vídeo produzido pela ABMES TV.

Legislação

PORTARIA CAPES Nº 275, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2018

Dispõe sobre os programas de pós-graduação stricto sensu na modalidade a distância.


PORTARIA MEC Nº 1.428, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2018

Dispõe sobre a oferta, por Instituições de Educação Superior - IES, de disciplinas na modalidade a distância em cursos de graduação presencial.


Notícias

Investimentos no Ensino Superior

A Tribuna: Editorial utiliza dados levantados pela ABMES sobre investimentos necessários em educação para que o país cumpra a meta fixada pelo PNE

Mestrado e doutorado a distância

Programas de pós-graduação stricto sensu na modalidade EAD são regulamentados no País

Sem investimento em educação, a corrupção não vai acabar

Fundador do grupo que fatura mais de R$ 1 bilhão por ano, com 170 mil alunos, Janguiê Diniz quer liderar a transformação no ensino com o apoio do novo governo

Cursos de graduação podem ofertar até 40% de aulas a distância

Jornal do Comércio: Sólon Caldas, o diretor executivo da ABMES, comenta sobre a portaria publicada pelo MEC que diz respeito à modalidade EAD em cursos presenciais de graduação

Cursos de graduação poderão ter mais aulas a distância

Revista Encontro: Sólon Caldas, o diretor executivo da ABMES, comenta sobre a modalidade EAD em cursos presenciais de graduação

Graduação pode ter até 40% das aulas a distância

Hoje em Dia: O diretor executivo da ABMES, Sólon Caldas, fala sobre a flexibilidade no aprendizado com a modalidade EAD

ABMES se apresenta a Ricardo Vélez Rodríguez, novo ministro da Educação

Por meio do seu diretor executivo, a Associação pontou a longa parceria estabelecida e a disposição para continuar atuando de forma conjunta

Cursos de graduação podem ofertar até 40% de aulas a distância

Agência Brasil: Diretor executivo da ABMES, Sólon Caldas, afirma que a medida vai ao encontro do movimento que o mundo todo está fazendo

Cursos de graduação do país poderão ofertar até 40% de aulas a distância

Campo Grande News: Matéria traz fala do diretor executivo da ABMES, Sólon Caldas, afirmando que o benefício será maior ainda para os estudantes

Cursos de graduação podem ofertar até 40% das aulas a distância

R7: Para a ABMES, as IES que oferecerem essa possibilidade vão estar amparadas em um alto padrão de qualidade, haja vista os requisitos de oferta

A educação brasileira diante do espelho

Estadão: Em artigo, o diretor presidente da ABMES, Janguiê Diniz, fala sobre algumas estatísticas analisadas e comentadas pelo Inep em evento recente da Associação

Regulamentação de pós-graduação stricto sensu a distância

Os cursos serão acompanhados e avaliados periodicamente pela Capes

Políticas públicas - A porta de entrada para o Ensino Superior

Pesquisas realizadas pela ABMES revelam a importância de ações governamentais para que estudantes tenham acesso à formação superior

ProUni: Confira edital com as datas e regras do programa

Programa do Ministério da Educação oferece bolsas de estudos pelas notas do Enem. Inscrições são abertas duas vezes ao ano

Mais livros, menos blindados

Mestre e doutor em direito, reitor da Uninassau e diretor presidente da ABMES

Falta de Educação gera Corrupção é o título do novo livro de Janguiê Diniz

Lançamento da 18º obra do autor será no dia 28 de junho, no campus da Uninassau Boa Viagem

Artigo - Sistema educacional brasileiro: uma análise crítica

Diretor presidente da ABMES, Janguiê Diniz, fala sobre a sustentabilidade do sistema educacional brasileiro e a necessidade de se cobrar no ensino superior mensalidades nas IES federais

Janguiê Diniz: Demagogia no caminho da educação de qualidade

Correio Braziliense | Em artigo, o diretor presidente da ABMES, Janguiê Diniz, fala sobre a importância do fortalecimento e respeito aos órgãos responsáveis pela pauta educacional do país