Detalhe

MEC deve divulgar novo Fies até o fim de maio

12/05/2017 | Por: Valor Econômico | 213
Elza Fiuza/Agência Brasil

O Ministério da Educação (MEC) informou que deve divulgar na próxima quinzena as novas regras do Fies, o financiamento estudantil do governo.

No entanto, os estudos em torno do programa universitário ainda não foram finalizados e dependem de aval do Ministério da Fazenda, segundo fontes. A reestruturação do Fies está sendo costurada pelo MEC em conjunto com outras pastas como Fazenda, Planejamento e Casa Civil.

Nesta semana, representantes das instituições privadas de ensino superior estiveram reunidos com o ministro da Educação, Mendonça Filho, mas ele não revelou detalhes do novo modelo para o crédito estudantil.

Durante os estudos sobre o Fies, várias propostas foram analisadas. Entre elas estão, por exemplo, de acordo com fontes, a criação de um financiamento estudantil híbrido, ou seja, com recursos públicos e de bancos privados. O governo subsidiaria uma parte da taxa de juros dos bancos interessados em participar do programa. Outra possibilidade estudada pelo governo é o Fies ter regras diferenciadas por curso e renda do aluno.

Em fevereiro, a Abraes, entidade que representa o setor, apresentou várias sugestões, como cobrança de uma parcela do valor curso durante a graduação e no período de carência, redução de prazos de carência e amortização, e aumentar a fatia da mensalidade que vai para o fundo garantidor do Fies, entre outras. Na época, o secretário de educação superior do MEC, Paulo Barone, disse que várias dessas propostas estavam alinhadas com as modificações planejadas pelo governo. Ontem, o MEC não confirmou que essas medidas fazem parte do novo modelo do Fies e destacou que os estudos em torno do programa ainda não foram finalizados.

Diante das dúvidas em torno das regras que devem ser anunciadas nas próximas semanas, os grandes grupos educacionais têm insistido que estão cada vez menos dependentes do Fies. Ontem, durante divulgação de resultados, a Anima destacou que entre os calouros que se matricularam neste começo de ano, apenas 11,4% o fizeram com o Fies.

Segundo análise do Santander, entre as quatro companhias listadas, cerca de 20% dos novos alunos estão entrando no ensino superior com Fies.


Conteúdo Relacionado

Notícias

Em audiência no Senado, Mendonça Filho diz que vai reformular o Fies

O ministro participou de audiência pública no Senado e fez um balanço do primeiro ano de gestão do governo Temer

Crise econômica reduz abrangência do financiamento estudantil

TV Senado: O diretor executivo da ABMES, Sólon Hormidas Caldas, foi o entrevistado do programa Agenda Econômica, no domingo (14). Em pauta, o financiamento estudantil

Ministério planeja lançar novo Fies na segunda quinzena de maio

A informação foi dada nesta sexta-feira (05), por Andreza Matais e Marcelo de Moraes do Blog Coluna Estadão

MEC prorroga para 31 de maio prazo para aditamentos de contratos do Fies

Informação foi publicada na Portaria nº 244 no Diário Oficial da União desta sexta-feira

Um retrato do Fies, o Fundo de Financiamento Estudantil

Em entrevista ao programa GloboNews Especial, o diretor executivo da ABMES, Sólon Caldas, ressaltou a distinção do perfil entre os alunos das instituições públicas e particulares

Com 98,9 mil contratos, Fies tem menor número de matrículas desde 2010

Em entrevista ao Jornal Valor Econômico, o diretor executivo da ABMES, Sólon Caldas, disse que 2017 registrou o menor volume de contratos firmados pelo Fies desde 2010