Detalhe

ABMES defende EAD na área da saúde em audiência pública na Câmara dos Deputados

12/12/2017 | Por: ABMES | 1137
Cleia Viana/Câmara dos Deputados

“Ouvir que não podemos ampliar e modernizar a educação brasileira por falta fiscalização do Ministério da Educação nos causa um enorme incômodo, pois, seguramente, a educação superior é hoje um dos setores mais regulados da nossa sociedade”. A afirmação foi feita pelo assessor jurídico da ABMES, Bruno Coimbra, em audiência pública realizada nesta terça-feira (12) na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, em Brasília/DF.

O encontro debateu o Projeto de Lei 5414/16, que proíbe a educação a distância (EAD) na área de saúde. A previsão é que a proposta seja votada amanhã, quarta-feira (13), na comissão.

Também em defesa da educação a distância, o secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres/MEC), Henrique Sartori, explicou que a modalidade tem muito para somar com a educação superior. “Precisamos dela para atingir as metas estabelecidas no Plano Nacional de Educação (PNE). Todos os cursos, em especial na área da saúde, são criteriosamente avaliados. Não permitimos a abertura de cursos que não tenham um padrão mínimo de qualidade resguardado”.

Contrária à proposta, Ivone Martini, coordenadora do Fórum dos Conselhos Federais da Área de Saúde (FCFAS), afirmou que não é correto aprovar a EAD para cursos de saúde, pois, os profissionais da área precisam de uma formação que vai além de competências técnicas. “Eu não sei como alguém pode pensar que é possível formar uma pessoa para aprender a cuidar de outra de forma que não seja presencial. Como ensinar a distância, por exemplo, como um estudante deve confortar o luto de uma família? ”, questionou.

No entanto, a opinião da técnica em enfermagem Verônica Prado Miranda, que cursa Enfermagem na modalidade EAD, é diferente. Ela dividiu um pouco da sua história acadêmica e profissional com os participantes da audiência. “A EAD nos proporciona um valor mais acessível e possibilita que pessoas que não têm suas 24 horas do dia e sete dias por semana disponíveis estejam dentro de uma faculdade”, afirmou.

Ela acrescentou que os alunos de instituições sérias e preocupadas com a qualidade do ensino não podem ser punidos por ações de instituições que atuam de forma errada. “Elas devem ser penalizadas e não nós. Votar contra o EAD é impedir a formação profissional de gente compromissada, é impedir a realização de sonhos, é impedir que novos e bons profissionais atuem no mercado de trabalho e façam a diferença na saúde do nosso país”.

Consenso

O debate foi solicitado pelo deputado federal Átila Lira (PSB-PI), relator da proposta na comissão. Para o parlamentar, é preciso mais discussões, pois existem inúmeros projetos na própria comissão que tratam o tema. “É de entendimento de todos nós que a educação a distância é algo irreversível. Queremos agora chegar a um consenso no sentido de encaminharmos uma regulação que nos permita modernizar o ensino, mas que também haja um rigor restritivo para evitar que esses instrumentos prejudiquem a qualidade da educação”.

No mesmo sentido, Coimbra afirmou que “a ABMES está absolutamente empenhada em construir algo que não simplesmente vede ou crie proibições, mas que encontre caminhos para que possamos indicar alternativas para os estudantes”.

 


Conteúdo Relacionado

Vídeos

ABMES participa de "Seminário Nacional 4 Anos do PNE"

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou, durante o Seminário Nacional 4 anos do Plano Nacional de Educação (PNE), realizado em 20 de junho, o texto da Carta Compromisso a ser entregue aos candidatos à Presidência da República do Brasil. Confira mais informações sobre o evento nesta matéria da ABMES TV

Novo marco regulatório da educação superior - educação a distância

Entenda mais sobre a Portaria Normativa nº 11, de 20 de junho de 2017, que estabeleceu normas para o credenciamento de instituições e a oferta de cursos superiores a distância, em conformidade com o Decreto nº 9.057, de 25 de maio de 2017.

ABMES defende EAD na área da saúde em audiência pública na Câmara dos Deputados

A ABMES participou, nesta terça-feira (12), de audiência pública da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados que debateu o PL 5414/16, que proíbe educação a distância para cursos da área de saúde.

Educação: tribunais de contas detalham fiscalização de cumprimento das metas do PNE

Diversos setores da sociedade estão atentos ao cumprimento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE). Os Tribunais de Contas, por exemplo, acompanham a execução do PNE, inclusive com o desenvolvimento de metodologia própria pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Notícias

Cursos de engenharia terão novas diretrizes curriculares em julho

Cada Minuto: As diretrizes vigentes foram instituídas em 2001. Depois disso tiveram algumas pequenas atualizações

Regulamentação do Sistema Nacional de Educação está pronta para análise da Comissão de Educação

Sistema prevê ações coordenadas da União, estados e municípios a fim de cumprir metas e estratégias da educação de qualidade

Imagem do ensino a distância melhora

O tempo cada vez mais escasso e a sofisticação das escolas ajudam a moldar uma nova imagem para o ensino on-line

Ministério vai formar 250 mil agentes comunitários em técnicos de enfermagem

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, destacou que serão investidos R$ 1,25 bilhão na formação dos agentes

Diretor presidente da ABMES debate educação superior em programa do Canal Futura

Assuntos foram abordados em entrevista ao programa Identidade Brasil, do Canal Futura

Relator defende limites ao ensino a distância na área de saúde

O texto de Átila Lira fixa, nas diretrizes curriculares nacionais, o limite para o ensino de saúde a distância

Presidente sanciona lei que cria Dia Nacional do Ensino a Distância

A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) da última segunda-feira, 15

Decreto desburocratiza e premia instituições pela qualidade

O texto assegura mais autonomia às universidades e aos centros universitários, que podem ter maiores graus de autonomia, de acordo com seus resultados de avaliação de qualidade

Comissão de Educação aprova substitutivo ao PL 5.414/2016

O texto é favorável à educação superior brasileira ao assegurar que a discussão será conduzida pelo Conselho Nacional de Educação

Educação a distância divide profissionais da área da saúde, estudantes e parlamentares

Relator do projeto de lei que trata da educação a distância para os cursos da saúde busca consenso para votar o projeto

Educação debate cursos a distância na área de saúde

O debate foi pedido pelo deputado Átila Lira (PSB-PI), relator da proposta na comissão

Câmara fará nova audiência pública sobre PL que proíbe EAD para cursos de saúde

Votação do projeto foi adiada a pedido do deputado federal José Saraiva, que afirmou precisar de mais informações sobre o tema

Por que o governo pretende barrar novos cursos de medicina por 5 anos

Nexo: Para Sólon Caldas, da ABMES, o congelamento por mais cinco anos deve agravar a situação de falta de profissionais no interior do país

Curso superior à distância é aprovado por 79% dos estudantes

A flexibilidade da carga horária e as mensalidades mais acessíveis são os principais atrativos para os alunos, segundo pesquisa da plataforma Quero Bolsa

Proposta suspende criação de cursos de medicina por cinco anos

Correio Braziliense: A ABMES declarou que considera a decisão um retrocesso, que compromete sobremaneira o desenvolvimento do país e o atendimento à população naquilo que é um direito humano fundamental, o direito à saúde

Os frutos do ensino à distância

Como as matrículas nos cursos com horários flexíveis estão dando aos brasileiros mais oportunidades de transformação em suas carreiras e até na vida pessoal

Coluna

Educação Superior Comentada | O Plano Nacional de Educação

Ano 2 • Nº 28 • De 21 a 27 de outubro de 2014

A Coluna Educação Superior Comentada desta semana analisa o Plano Nacional de Educação – PNE, aprovado pela Lei nº 13.005/2014