Detalhe

Educação a distância cresce mais que presencial, mas não é a opção preferida

23/05/2018 | Por: Rede Piauí de Notícias | 1282
Freepik

Uma pesquisa divulgada na última terça-feira (22) revelou que a educação a distância está crescendo em um ritmo mais acelerado do que a educação presencial. Apesar disso, a educação presencial ainda é preferência da população brasileira. A pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) mostrou que 44% dos entrevistados optariam pela modalidade do ensino a distância, já 56% disseram preferir o ensino presencial.

A pesquisa entrevistou 1.012 homens e mulheres de 18 a 50 anos e revelou também que, se informados de que os cursos a distância podem ter etapas presenciais, a aceitação aumenta para 93% dos estudantes pesquisados. Para os 7% restantes, ainda há um desconforto em ter a maior parte das aulas pela internet.

O motivo pelo qual os alunos não optariam pela modalidade de educação a distância está relacionado a uma percepção de que o mercado de trabalho não valoriza adequadamente a qualidade desses cursos.


Conteúdo Relacionado

Áudios

Áudio: Programa Brasil Notícias - Celso Niskier

Data:05/06/2018

Descrição:

Em entrevista à Rádio Record AM, o vice-presidente da ABMES Celso Niskier comenta os resultados da pesquisa "Um ano do Decreto da EAD - O impacto da educação a distância expansão do ensino superior brasileiro". A participação dele se dá entre os minutos 1'35" e 4'23".

Download

Legislação

DECRETO Nº 9.057, DE 25 DE MAIO DE 2017

Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.


REPUBLICADO DECRETO Nº 9.057, DE 25 DE MAIO DE 2017

Republicação do art. 9º do Decreto nº 9.057, de 25 de maio de 2017, por ter constado incorreção, quanto ao original, na Edição do Diário Oficial da União de 26 de maio de 2017, Seção 1.


PORTARIA FNDE Nº 337, DE 01 DE JUNHO DE 2018

Dispõe sobre a prorrogação dos prazos de validade dos Documentos de Regularidade de Inscrição (DRI) e dos Documentos de Regularidade de Matrícula (DRM), destinados à contratação de financiamento e realização do aditamento de contrato de financiamento do Fundo de Financiamento Estudantil - Fies.


Notícias

MEC publica novas regras para o Fies do segundo semestre

O dispositivo legal define todas as etapas necessárias para que instituições de ensino superior participem do programa

Fies vai voltar a atender cursos com mensalidade de até R$ 7 mil, anuncia MEC

G1: Valor máximo que um contrato de financiamento poderia ter era de R$ 30 mil por semestre; mas, a partir do segundo semestre, ele vai ser 40% maior, para R$ 42 mil por semestre, ou R$ 7 mil por mês

Inscrições abertas para vagas remanescentes do Fies

As novas oportunidades preencherão as vagas do processo anterior, em que, por diversos motivos não tiveram o empréstimo total ou parcial contratado junto ao agente financeiro

Educação superior no Ceará cresce duas vezes mais do que a média nacional

Levantamento também constatou tendência de crescimento da modalidade a distância e áreas do conhecimento com o maior número de matrículas

Um ano após MEC mudar regra, polos de ensino a distância aumentam 133%

Estadão: segundo especialistas, crescimento no número de cursos facilita acesso ao ensino superior, mas há a preocupação com queda na qualidade e também com falta de fiscalização

Fies: candidatos que fizeram Enem a partir de 2010 podem buscar vagas remanescentes

Também é necessário ter tirado média acima de 450 pontos e pertencer a uma família com renda per capita de até 3 salários mínimos. Edital sairá na sexta-feira (25)

Cursos a distância crescem 127% em um ano

Jornal da Band: o vice-presidente da ABMES, Celso Niskier, fala sobre o resultado da pesquisa "Um ano do Decreto EAD - O impacto da educação a distância na expansão do ensino superior brasileiro"

EAD passará o ensino presencial em 5 anos

DCI: Previsão é que em 2023, 2,2 milhões de matrículas sejam para aulas à distância, somando 51% do total de alunos

Faculdades do futuro: em 5 anos, modalidade de estudo online deve superar educação presencial no Brasil

Pesquisa também revela que "presencialidade" das aulas práticas praticamente extingue a resistência à EAD

Ensino a distância cresce mais que presencial, mas gera desconfiança

Rondôniaovivo: A pesar de crescer em ritmo mais acelerado que o ensino presencial, a educação a distância (EaD) não é a primeira opção para a maioria das pessoas que buscam uma graduação

Educação a distância cresce mais que presencial, mas não é 1ª opção

Administradores: A pesquisa inédita Um ano do Decreto EAD - O impacto da educação a distância foi feita pela ABMES em conjunto com a empresa de pesquisas educacionais Educa Insights

Ensino a distância cresce mais que presencial, mas gera desconfiança

TNH1: Dos entrevistados, 27% disseram que escolheriam preferencialmente um curso EaD e 17% disseram que preferem ambos, EaD e presencial

Ensino à Distância deve superar o presencial em cinco anos

Rádio EBC: De acordo com Celso Niskier, vice-presidente da associação, os estudantes querem essa flexibilidade, seja no curso presencial ou à distância

Ensino a distância cresce mais que presencial, aponta ABMES

Jornal Cruzeiro do Sul: A pesquisa inédita Um ano do Decreto EAD - O impacto da educação a distância foi feita pela ABMES em conjunto com a empresa de pesquisas educacionais Educa Insights

Ensino a distância cresce mais que presencial, mas gera desconfiança

Terra: Segundo Niskier, a educação vem se transformando como um todo e não é possível fugir das ferramentas digitais nem mesmo no ensino presencial

Ensino a distância cresce mais que presencial, mas gera desconfiança

IstoÉ: Ao todo, foram entrevistados 1.012 homens e mulheres de 18 a 50 anos, sendo 256 alunos e 756 potenciais candidatos a educação superior em março deste ano

Educação a distância cresce mais que presencial, mas não é 1ª opção

Cenário MT: Dos entrevistados, 27% disseram que escolheriam preferencialmente um curso EaD e 17% disseram que preferem ambos, EaD e presencial

Ensino a distância não é a primeira opção no Brasil

Convergência Digital: O estudo projeta que, se mantido o crescimento da EaD atual, em 2023, mais estudantes ingressarão na modalidade a distância que no presencial

Em 2023, instituições privadas terão mais alunos à distância

Gazeta Online: Pesquisa mostra que modalidade concentrará 51% das novas matrículas na rede particular

Em 2023, instituições privadas terão mais alunos no ensino à distância que no presencial

O Globo: Pesquisa mostra que modalidade concentrará 51% das novas matrículas na rede particular

Educação a distância cresce mais que presencial, mas não é 1ª opção

Agência Brasil: Pesquisa divulgada nesta terça-feira (22/5) pela ABMES mostra que 44% dos entrevistados optariam pela modalidade EAD, enquanto 56% dizem que preferem o ensino presencial

Número de contratos do Fies cai para o menor patamar em seis anos

Bom Dia Brasil: Sólon Caldas, diretor executivo da ABMES, fala sobre as alterações no Fies que dificultaram o acesso dos estudantes ao financiamento estudantil

Student Loans in Brazil: Investment or Expenditure?

Artigo assinado pelo vice-presidente da ABMES, Celso Niskier, juntamente com o diretor executivo, Sólon Caldas, e com a consulta internacional da Associação, Lioudmila Batourina, publicado em 13 de maio no site internacional "Inside Higher ED"

Fies: prazo para aditamento de contratos é adiado novamente e terminará em 25 de maio

A mudança de data foi publicada no Diário Oficial da União e vale para contratos simplificados e não-simplificados

Os reflexos da crise nas faculdades particulares

Correio Braziliense: "Os alunos são um público cada vez mais exigente que não aceitará pagar para não ter algo satisfatório", observa Solon Caldas

Cortes reduzem em 80% número de alunos beneficiados pelo Fies

Correio do Estado: A redução ocorreu depois de mudanças no programa, iniciadas em 2015 e que endureceram as regras para liberação do financiamento; o cenário deve piorar

Novo Fies e o impacto na captação de alunos

Queda no número de estudantes que chegam às IES por meio do programa de financiamento governamental exige que as instituições repensem suas formas de captação e retenção de discentes