Detalhe

Israel celebra o Ano Novo Judaico

10/09/2018 | Por: ABMES | 363
Foto Adriana Franciosi / Agência RBS
Da noite do dia 9 até a noite de 11 de setembro de 2018, Israel celebra o 5779º Ano Novo Judaico - Rosh HaShaná. A celebração é única e não tem uma data específica. O feriado começa na primeira lua nova de setembro, portanto os números são diferentes a cada ano. 

Para os israelenses, o primeiro dia do ano é sagrado e, por isso, um feriado religioso e não um dia de descanso e lazer.  Como Yom Kipur (dia da expiação) é celebrado 10 dias após Rosh HaShaná, o Rosh HaShaná marca o início do “juízo do Eterno” sobre a criação, sendo o dia de Yom Kipur o dia do veredito. 
 
Assim, os 10 dias entre Rosh HaShaná e Yom Kipur são conhecidos como “os 10 dias temíveis” ou “Iamim Noraim”, um período de muita oração, súplica e arrependimento entre o povo judeu, com o toque do Shofar a cada serviço. Por este motivo, os religiosos se cumprimentam  dizendo “Tikatev vê Tehatem” – que significa “seja escrito e selado”. Isso é desejado pois eles creem no “Livro da Vida”, onde são escritos os nomes dos justos. Durante os 10 dias entre Rosh HaShaná e Yom Kipur, estes nomes são “revisados” por Deus, que o sela em Yom Kipur.
 
Segundo eles, nestes dias Deus organiza o julgamento das pessoas. Todas as ações e pecados são avaliados e o veredito é passado: quem deve viver e quem deve morrer. Porém, as orações feitas nesse dia podem influenciar nessa decisão.
 
O principal objetivo do Ano Novo Judaico é que todos realizem um autoexame, reavaliando a sua vida, arrependendo-se por seus pecados e adorando ao criador. No entanto, a crença sincera de que Deus deseja prosperidade a todos prosperidade, transforma este dia em um feriado. 
 
Os religiosos refletem e relatam todas as suas ações, palavras e pensamentos no ano que passou. Eles tomam decisões sobre como corrigir defeitos e erros, como retornar a Deus. 
 
Rosh HaShaná é repleto de simbolismos. Pessoas próximas trocam pequenos presentes, que carregam alguns significados importantes. Se a família estiver longe, por exemplo, pelo menos cartões postais serão enviados. 
 
Além disso, cada prato oferecido durante a celebração tem um significado diferente. Nenhuma comida amarga e salgada pode ser servida, para que o ano não seja "amargo". Maçãs e pães são uma obrigação na mesa, ambos são mergulhados no mel, como pedido para que o novo ano seja alegre e doce.  
 
Alguns outros importantes símbolos são:
  • Cabeça de ovelha - ao comer alguma parte da cabeça de um animal ou peixe pede-se para ser bem-sucedido, colocados "na cabeça e não na cauda";
  • Cenouras cortadas em forma de moedas - significa pedir por prosperidade; 
  • Peixe - pela fertilidade;
  • Romã - simboliza boas ações. Pão com passas - pedido para que o corpo fique saudável.

Conteúdo Relacionado

Notícias

#VamosConhecer: Israel Institute of Technology (Technion)

Os participantes da 2ª Delegação ABMES Internacional - Israel Experience terão a oportunidade de se reunir com alguns diretores da instituição

#VamosConhecer: Hebrew University of Jerusalem (HUJI)

Em outubro, os participantes da 2ª Delegação ABMES Internacional - Israel Experience terão a oportunidade de conhecer a instituição, que foi a primeira universidade do país e conta hoje em mais de 23 mil alunos

#Vamosconhecer: Ben-Gurion University (BGU)

A instituição receberá a delegação brasileira da ABMES para falar sobre projetos sociais e conexões com a indústria

Jovens brasileiros fazem ciência de qualidade no Instituto Weizmann de Ciências com bolsa integral

É um dos programas mais importantes que existe para alunos que saem do Ensino Médio

#Vamosconhecer: Weizmann Institute of Science

O local, uma das principais instituições de pesquisa multidisciplinar do mundo, será visitado pelos integrantes da 2ª Delegação ABMES Internacional - Israel Experience

Ecossistemas de inovação levam Capes a Israel

Esta iniciativa tem o intuito de levar ao empresariado brasileiro conhecimento em relação a temas específicos e determinantes para a competitividade da indústria

Alunas brasileiras realizam bate-papo sobre como é estudar em Israel

Interessados podem participar presencialmente, mediante inscrição prévia, ou acompanhar ao vivo pelo Facebook da instituição

#Vamosconhecer: Open University of Israel (OUI)

A instituição será a primeira a receber os participantes da 2ª Delegação ABMES Internacional. Apesar de ser uma instituição de educação a distância, a OUI possui 60 centros de estudos localizados em todo o território de Israel

#VamosConhecer: Tel Aviv University (TAU)

A Tel Aviv University será uma das IES que receberão os participantes da 2ª Delegação ABMES Internacional - Israel Experience, que acontecerá de 11 a 21 de outubro de 2018

Israel adota lei que o define como "Estado-nação do povo judeu"

Adotado por 62 votos contra 55, o texto estipula, entre outras coisas, que o hebraico se torna a única língua oficial de Israel

Por que Israel é um polo tecnológico preocupado com cibersegurança

Israel tem muito o que compartilhar com outras nações a respeito de cibersegurança

Sem recursos naturais, Israel aposta em inovação

Governo israelense praticamente doará neste ano cerca de meio bilhão de dólares para financiar startups, pesquisa e melhorias tecnológicas em empresas locais