Detalhe

Diretrizes Curriculares recebem contribuições pela internet

16/10/2018 | Por: Ministério da Educação | 663
Foto: Consulta Pública

A Comissão do Ensino Médio da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação (CNE), órgão vinculado ao Ministério da Educação, colocou em consulta pública para contribuições da sociedade brasileira a revisão das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) para o Ensino Médio, a partir desta terça-feira, 16.

De acordo com o CNE, os representantes da comissão realizaram reuniões periódicas com especialistas e pesquisadores em educação, professores, estudantes e entidades que trabalham com o ensino médio para revisar todo o conteúdo do documento, durante quase dois anos. Neste período, a comissão recebeu sugestões variadas para a elaboração do novo texto que adapta as diretrizes à nova lei do ensino médio.

Além disso, o CNE constatou que, ao longo do processo de escuta da sociedade brasileira, no âmbito da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ensino Médio, conduzido pelo próprio conselho, muitas da manifestações e contribuições que chegaram ao órgão diziam respeito, na verdade, às DCNs para o Ensino Médio. O conselho salientou, inclusive, que muitas destas contribuições foram assimiladas pela comissão.

Para o presidente da Comissão do Ensino Médio no CNE, conselheiro Eduardo Deschamps, a revisão das DCNs é o resultado de um trabalho de dois anos. “A proposta regulamenta itens da lei do Novo Ensino Médio que não estavam claros e auxilia na elaboração da BNCC. Esperamos as contribuições de todos para aprimorar a proposta.”

O documento estará disponível para análise e contribuições até o dia 23 de outubro na página do CNE na internet. Os interessados em contribuir podem enviar as colaborações por mensagem eletrônica.

Acesse a página do CNE na internet


Conteúdo Relacionado

Legislação

RESOLUÇÃO CNE/CP Nº 2, DE 11 DE SETEMBRO DE 2018

Institui diretrizes da educação para o voluntariado na Educação Básica e Superior.


PORTARIA MEC Nº 1.035, DE 05 DE OUTUBRO DE 2018

Fica homologado o Parecer CNE/CEB nº 2/2018, da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação, aprovado na sessão de 13 de setembro de 2018.


PARECER CNE-CEB Nº 2, DE 13 DE SETEMBRO DE 2018

Diretrizes Operacionais complementares para a matrícula inicial de crianças na Educação Infantil e no Ensino Fundamental, respectivamente, aos quatro e aos seis anos  de idade.


RESOLUÇÃO CNE/CEB Nº 2, DE 09 DE OUTUBRO DE 2018

Define Diretrizes Operacionais complementares para a matrícula inicial de crianças na Educação Infantil e no Ensino Fundamental, respectivamente, aos 4 (quatro) e aos 6 (seis) anos de idade.


PORTARIA MEC Nº 1.163, DE 09 DE NOVEMBRO DE 2018

Altera a Portaria MEC nº 817, de 13 de agosto de 2015.


Notícias

Cursos de engenharia vão mudar com novas diretrizes publicadas pelo MEC

Confira o que muda para quem estuda engenharia no Brasil com as novas Diretrizes Curriculares Nacionais homologadas pelo Conselho Nacional de Educação

Audiência debate mudanças no currículo dos cursos de engenharia

O documento foi assinado por 18 entidades, entre elas, 12 universidades ou faculdades de engenharia, sindicatos e entidades de classe

Presidente e novos conselheiros do CNE tomam posse em Brasília

Luiz Roberto Liza Curi assume a presidência do órgão em solenidade que contou com a presença da ABMES

Ampliação carga horária do curso de formação de professores é adiado por um ano pelo CNE

Decisão do Conselho Nacional de Educação causou divergências entre conselheiros. Universidades federais alegam precisar de mais tempo para implementar mudanças

MEC recebe propostas de novos cursos técnicos até 13 de outubro

Estará aberta a consulta pública para propostas de atualização do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos. O CNCT vai para sua quarta edição e tem lançamento previsto para 2019

MEC anuncia o Dia D para a Base Nacional Comum Curricular

Em 2 de agosto, quase 30 mil escolas públicas de todo o país debaterão o novo currículo do ensino médio

Cursos de engenharia terão novas diretrizes curriculares em julho

Cada Minuto: As diretrizes vigentes foram instituídas em 2001. Depois disso tiveram algumas pequenas atualizações

Cursos de engenharia terão novas diretrizes curriculares em julho

Gazeta Online: As diretrizes vigentes foram instituídas em 2001. Depois disso tiveram algumas pequenas atualizações

Cursos de engenharia terão novas diretrizes curriculares em julho

Tribuna do Norte: As diretrizes serão válidas para todos os cursos de engenharia

Cursos de engenharia terão novas diretrizes curriculares em julho

A Crítica: As diretrizes serão, após aprovadas, encaminhadas para homologação do Ministério da Educação

Cursos de engenharia terão novas diretrizes curriculares em julho

Isto É: Para Sólon Caldas, diretor da ABMES, é preciso melhor comunicação para os bancos e estudantes sobre como funciona essa modalidade para garantir mais adesão

Cursos de engenharia terão novas diretrizes curriculares em julho

As diretrizes serão válidas para todos os cursos de engenharia. Elas servem de parâmetro para os currículos de cada uma das instituições de ensino

Cursos de engenharia terão novas diretrizes curriculares em julho

As diretrizes serão válidas para todos os cursos de engenharia. Elas servem de parâmetro para os currículos de cada uma das instituições de ensino