Detalhe

Definidas as diretrizes do Enade para engenharias e licenciaturas

04/06/2014 | Por: Ministério da Educação | 2105

As normas para cada área do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) de 2014 foram publicadas nesta quarta-feira, 4, em 34 portarias. Este ano, serão avaliadas as áreas de engenharias e licenciaturas. Os cursos de engenharia que não se enquadram em áreas específicas serão avaliados, pela primeira vez, com uma prova de engenharia geral.

As normas publicadas referem-se às áreas de licenciatura (bacharelado), engenharias e cursos superiores de tecnologia e ditam as competências, conhecimentos e habilidades que serão avaliados. Elas foram definidas pelas comissões assessoras de área e orientadas pelas diretrizes curriculares nacionais dos cursos de graduação.

“O Inep tem aperfeiçoado a cada ano o processo de avaliação”, diz a diretora de avaliação da educação superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Claudia Maffini Griboski. Ela salienta que a nova prova demonstra a evolução do exame. “A prova de engenharia geral possibilita ampliar o número de cursos participantes do Enade no segundo ciclo avaliativo do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e contribuir para o acompanhamento da qualidade da formação.”

Prova — O Enade será aplicado em 23 de novembro próximo, às 13 horas, horário oficial de Brasília. Com duração de quatro horas, todas as provas terão 40 questões e serão divididas entre formação geral, comum aos cursos de todas as áreas, e componentes específicos de cada curso avaliado.

De caráter anual, o Enade tem ciclo avaliativo trienal. Ou seja, avalia cada curso a cada três anos. O objetivo é aferir o desempenho dos estudantes em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares, habilidades e competências para a atualização permanente e os conhecimentos sobre a realidade brasileira e mundial.

As diretrizes do Enade de 2014 foram definidas pela Portaria Normativa nº 8/14, publicada no Diário Oficial da União de 17 de março último. As Portarias do Inep de números 233 a 266, com as normas para as áreas do exame deste ano foram publicadas no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 4.


Conteúdo Relacionado

Legislação

PARECER CES N.º 190, DE 04 DE JUNHO DE 2002

Consulta sobre a estrutura curricular dos cursos de Engenharia Civil e de Engenharia Elétrica, ministrados pela Faculdade de Engenharia São Paulo, com sede na cidade de São Paulo, no Estado de São Paulo


Notícias

Audiência debate mudanças no currículo dos cursos de engenharia

O documento foi assinado por 18 entidades, entre elas, 12 universidades ou faculdades de engenharia, sindicatos e entidades de classe

Novo programa da Capes investe no aprimoramento dos cursos de Engenharia

Podem inscrever projetos IES públicas ou privadas sem fins lucrativos

Educação Superior Comentada - Políticas, diretrizes, legislação e normas do ensino superior

Ano 1 • Nº 7 • De 16 a 22 de abril de 2013

A coluna desta semana analisa o significativo aumento na demanda por vagas nos cursos de Engenharia

Brasil precisa triplicar número de engenheiros, diz o MEC

País forma hoje 2,8 engenheiros para cada mil habitantes e até 2030 este número precisa chegar a oito