Detalhe

Notas individuais do Enem estão disponíveis para consulta

17/01/2020 | Por: Correio Braziliense | 691
Foto: Divulgação/ Correio Braziliense

Para mais de 6,3 milhões de pessoas que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2019, o grande dia chegou: o resultado individual da prova está disponível para ser consultado.

Cada inscrito pode checar o desempenho na página do participante no portal e no aplicativo, após login com CPF e senha. Para os “treineiros”, aqueles que não concluíram ensino médio ano passado, mas fizeram o Enem para testar, o boletim individual será publicado em março.

O Ministério da Educação convidou jornalistas para participar de entrevista coletiva de imprensa sobre os resultados, nesta sexta-feira (17/1) na sede da pasta às 10h.

Participarão do encontro  o ministro da Educação, Abraham Weintraub, e o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes. Acompanhe o Eu, Estudante para saber de qualquer novidade divulgada.

Candidatos da UnB
 A liberação da nota do Enem aumenta a ansiedade de quem deseja estudar na Universidade de Brasília (UnB) em 2020. Apesar de a instituição não aceitar mais candidatos por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a UnB abriu edital próprio para selecionar alunos a partir da nota do Enem.

A universidade terá acesso automático à pontuação de quem se inscreveu no edital Acesso Enem. A UnB ofertou 2.112 vagas por meio do sistema, mas ainda não divulgou a data de liberação do resultado, nem o período de matrículas. Agora, com as notas do Enem liberadas, resta aos concorrentes esperar. O resultado do Programa de Avaliação Seriada (PAS) está marcado para sair na quarta-feira (22/1).

Esqueceu a senha?
Se você fez o Enem 2019 e não se lembra da senha que registrou no momento da inscrição, confira o passo a passo para recuperar:

  • Acesse a página do participante no site ou o aplicativo Enem
  • Responda ao desafio de segurança proposto pela Nanda, a personagem digital. O desafio é importante para evitar o acesso de robôs.
  • Informe o seu CPF na Página do Participante e, em seguida, insira a senha. Caso você não se lembre da senha registrada na inscrição, clique no link “Esqueci minha senha”, que está logo abaixo do campo de preenchimento.
  • O sistema vai pedir para o usuário escolher se a senha cadastrada será enviada para o e-mail registrado durante a inscrição ou se quer alterar o e-mail. O sistema dá uma pista para que o participante se lembre de qual e-mail foi cadastrado durante a inscrição.
  • Se o participante optar por receber a senha no e-mail cadastrado, basta procurar na caixa de entrada. Caso não encontre, vale olhar na caixa de spam! Quem não tem mais acesso ao e-mail informado na inscrição ou quiser apenas trocar o endereço do correio eletrônico é só seguir as orientações.

Perdeu seu e-mail de cadastro?
Se você não tem mais acesso ao endereço de e-mail cadastrado na hora da inscrição, siga as orientações a seguir:

  • O participante deverá responder às perguntas solicitadas a respeito dos dados informados na inscrição. Acertando todas as respostas, é só informar o novo e-mail.
  • O Inep vai enviar a senha para o novo e-mail e o participante poderá acompanhar suas notas no exame. É possível, inclusive, consultar os resultados de edições passadas, caso o usuário tenha feito o Enem em outros anos.

Saiba como o cálculo da nota do Enem é feito
É comum ter dúvida sobre como a nota do Enem é calculada. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pelo exame, adota a Teoria de Resposta ao Item (TRI) para chegar ao resultado final. A pontuação, em cada uma das quatro áreas de conhecimento da prova objetiva, é calculada a partir de uma escala, que é como uma régua que mede o nível de conhecimento do participante.

O desempenho médio dos candidatos se encontra no meio dessa régua, como se fossem 500 pontos numa escala de até 1.000. Dessa forma, as questões da prova ocupam uma posição diferente, de acordo com o nível de dificuldade. Nesse sentido, as perguntas situadas abaixo de 500 têm um nível de dificuldade menor para a maioria dos estudantes; as acima de 500, maior.

O método busca priorizar a coerência no desempenho dos estudantes. Se alguém acerta as questões mais difíceis, mas erra aquelas consideradas fáceis, provavelmente "chutou" as respostas. Por isso, terá uma nota inferior à de um estudante que acertou o mesmo número de questões consideradas mais fáceis, mas errou as mais complexas. Assim, duas pessoas que fizeram a mesma edição do Enem e tiveram número igual de acertos podem ter notas diferentes.

A aplicação da TRI é frequente nas avaliações que utilizam testes de múltipla escolha aplicados em diversos países. No Brasil, a TRI é usada desde 1995 nas provas do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb), que mede o desempenho de estudantes do ensino fundamental e médio e a própria educação básica. A teoria, desde 2009, é utilizada no Enem, com o objetivo de garantir a comparação das notas do exame em diferentes aplicações.

Uso das notas
Com a divulgação das notas, os participantes poderão pleitear vagas em universidades. Confira os principais programas em que o Enem é aceito para não perder nenhuma oportunidade.

Sisu
Para fazer a inscrição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), no primeiro semestre de 2020, o estudante tem que ter obtido nota na redação diferente de zero. Ao efetuar a inscrição, o candidato deve escolher, por ordem de preferência, até duas opções entre as vagas ofertadas pelas instituições participantes do Sisu. Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar suas opções. O prazo para concorrer vai de terça-feira (21/1) a 24 de janeiro.

ProUni
A bolsa de estudo do Programa Universidade para Todos (ProUni) é um benefício concedido na forma de bolsas parciais (50%) ou integrais (100%) sobre os valores cobrados pelas instituições de ensino particulares. Para concorrer a essas bolsas, é necessário que o estudante não tenha diploma de ensino superior, tenha feito o ensino médio em escola pública ou em escola particular com bolsa. Além disso, é preciso ter participado do último Enem e obtido 450 pontos na prova objetiva sem zerar a redação. Outro pré-requisito é ter renda familiar per capita mensal de até três salários mínimos. Inscrições: de 28 a 31 de janeiro.

Fies
O novo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) está dividido em duas modalidades, possibilitando juros zero a quem mais precisa e uma escala de financiamento que varia conforme a renda familiar do candidato. Na primeira modalidade, o novo Fies ofertará vagas com juros zero para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos. A outra modalidade de financiamento, denominada P-Fies, é destinada aos estudantes com renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos. Inscrições: de 5 a 12 de fevereiro.

Universidades fora do país
Os resultados individuais do Enem podem ser usados nos processos seletivos de 47 instituições de educação portuguesas por meio de parcerias oficiais com o MEC, mas há também faculdades no Canadá, nos Estados Unidos, no Reino Unido e na França que aceitam a nota do exame. As unidades de Portugal têm acordo interinstitucional com o ministério, que garante acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursos de graduação em Portugal. Cada instituição define as regras e os pesos para uso das notas.


Conteúdo Relacionado

Legislação

PORTARIA MEC Nº 483, DE 14 DE MAIO DE 2015

Altera a Portaria Normativa MEC nº 807, de 18 de junho de 2010, que institui o Exame Nacional do Ensino Médio – Enem. 


PORTARIA MEC Nº 807, DE 18 DE JUNHO DE 2010

Institui o Exame Nacional do Ensino Médio - Enem como procedimento de avaliação cujo objetivo é aferir se o participante do Exame, ao final do ensino médio, demonstra domínio dos princípios científicos e tecnológicos que presidem a produção moderna e conhecimento das formas contemporâneas de linguagem.


EDITAL INEP Nº 14, DE 21 DE MARÇO DE 2019

Torna público as diretrizes, os procedimentos e os prazos do Enem 2019.


EDITAL INEP Nº 84, DE 27 DE AGOSTO DE 2019

Torna pública a realização do Enem 2019 para Pessoas Privadas de Liberdade e Jovens sob Medida Socioeducativa que inclua privação de liberdade.


Notícias

Inep publica cronograma do Enem; provas serão em 1° e 8 de novembro

Pedidos de isenção de taxa podem ser feitos a partir do dia 6 de abril

Inep diz que erros na correção do Enem foram revistos

Notas revisadas já estão disponíveis na página do candidato