Detalhe

"Ideia de ensino presencial clássico tende a desaparecer", diz pesquisador

24/11/2020 | Por: Metrópoles | 631
Reprodução pandemia exigiu adaptação de IES para continuar as atividades

A Associação Brasileira de Mantenedores de Ensino Superior (ABMES) anunciou, na manhã desta terça-feira (24/11), os resultados da pesquisa Coronavírus e Educação Superior: 5ª fase do estudo sobre o que pensam os alunos, realizada em parceria com o Educa Insights.

Os dados revelam uma retomada do ensino presencial, mas que ainda não é idêntica a um cenário antes da pandemia da Covid-19. A pesquisa, realizada de 13 a 15 de novembro, também mostrou que 38% dos alunos têm intenção de se matricular em algum curso de graduação já no início de 2021.

Isso significa um aumento de 24 pontos percentuais em comparação com ao estudo anterior, em julho, levando como base a expectativa para o segundo semestre de 2020. Enquanto isso, caiu a incerteza sobre a matrícula em um curso superior, de 38% para 26%.

O pesquisador Daniel Infante explicou que a adaptação foi necessária para que as aulas continuassem e que, graças à tecnologia, é possível pensar em uma nova ideia de ensino presencial. “A ideia de presencial clássico tende a desaparecer”, definiu.

Ele também destaca que isso não significa o fim da modalidade, mas que a pandemia mostrou a necessidade de ser feita uma mudança na maneira como é realizada atualmente. “O produto muda, mas o presencial não vai deixar de existir”, destacou Daniel.

Enem
A pesquisa aponta que, após o Enem, mais de 80% dos alunos se sentirão confortáveis para prestar vestibular no formato presencial. Uma das explicações para isso é exatamente a retomada de algumas atividades com a flexibilização das medidas de isolamento social.

A incerteza em relação aos estudos diminuiu e trouxe novas esperanças para os centros universitários, pois foi notada uma evolução na intenção de estudar. “Estamos bem otimistas para o cenário de 2021”, afirmou Sólon Caldas, diretor executivo da ABMES.

E a preocupação com o contágio do novo coronavírus também faz com que os empresários não tenham pressa em retornar ao ensino presencial. “O setor é favorável a que se mantenha a continuação de atividades remotas pelo menos ao longo do ano que vem”, afirmou Celso Niskier, diretor presidente da ABMES.


Conteúdo Relacionado

Vídeos

Aumenta procura por curso de graduação na área de saúde

Sólon Caldas, diretor executivo da ABMES, fala sobre o destaque que os profissionais de saúde tiveram durante o enfrentamento à pandemia e o crescimento na busca por esses cursos.

 

Coronavírus e educação superior: 5ª fase do estudo sobre o que pensam os alunos

Confira a íntegra do seminário "Coronavírus e educação superior: 5ª fase do estudo sobre o que pensam os alunos". O evento foi realizado na terça-feira (17/11), pelo YouTube da ABMES

 

Seminário Virtual ABMES | Coronavírus e educação superior: 4ª onda do estudo

Confira a íntegra do seminário virtual da ABMES "Coronavírus e educação superior: 4ª fase do estudo sobre o que pensam os alunos". Coordenação: Celso Niskier, diretor presidente da ABMES Participação: Daniel Infante, sócio-fundador Educa Insights Sólon Caldas, diretor executivo da ABMES

Notícias

Melhora a percepção dos jovens que pretendem começar uma faculdade em 2021

De acordo com levantamento divulgado pela ABMES, a parcela que quer iniciar um curso já no começo do ano subiu de 14% para 38%. Existe, porém, a preocupação com uma possível segunda onda de contaminações pelo coronavírus

51% dos estudantes não se inscreveram para o vestibular

Sólon Caldas, diretor executivo da ABMES, é entrevistado ao vivo pelo Jornal da Record News comentando a pesquisa realizada pela associação e a Educa Insights

Pesquisa: 51% dos estudantes não se inscreveram para o vestibular

Esta quinta onda da pesquisa, que avalia os impactos da pandemia de coronavírus no setor, também aponta que 38% dos estudantes pretende começar a estudar em 2021

Ensino Superior dá sinais de recuperação e atrai estudantes da área de saúde

Estudo mostra aumento da demanda reprimida por vaga na graduação, em relação ao início da pandemia

Pesquisa aponta que 51% ainda não se inscreveu no vestibular da instituição que deseja estudar

Levantamento da Educa Insights e ABMES foi feito com 1.102 pessoas, de 17 a 50 anos, que desejam ingressar em cursos presenciais e a distância ao longo dos próximos 18 meses.

Pandemia provoca aumento do interesse de alunos por graduações na área de Saúde

Pesquisa da ABMES e Educa Insights indica preferência de 36% dos entrevistados por cursos de enfermagem e psicologia, por exemplo, e indica demanda reprimida de estudantes

Pandemia cria demanda reprimida para educação superior em 2021

Estudo com mais de 1.000 pessoas mostra que brasileiros que estavam adiando os estudos pretendem retomar planos nos próximos meses