Detalhe

Empresas juntas por um ecossistema completo de Educação Básica

22/09/2022 | Por: O Povo | 752

A dor: uma solução integrada, sem precisar contratar fornecedores diferentes e que possa resolver diversos desafios, das instituições de ensino, que vão desde a matrícula até o conteúdo, passando ainda por pedagogia, tecnologia e a regulamentação do Novo Ensino Médio.

A solução: fruto de uma parceria inédita no Brasil, a D2L entra com a plataforma; a Raiz Educação com o conteúdo; a AWS com a infraestrutura; Layers, comunicação e a Dreamshaper com as ferramentas de aprendizagem ativa voltada ao Novo Ensino Médio.

Sobre a dor coloque em perspectiva de pandemia e perceba os desafios que se tornaram mais evidentes nos últimos dois anos em que se fez necessário o uso da tecnologia nas escolas para que os alunos pudessem continuar seus estudos, deixando claro, que a transformação digital ainda não havia atingido esse mercado.                             

“O Coeducar é a solução integrada e unificada como o mercado está buscando. Além disso, por trabalharmos em escala conseguimos gerar economia para as instituições de ensino que não precisam ter uma área de TI interna, por exemplo. Nosso objetivo é tornar a educação digital de qualidade mais acessível para todos. Criamos algo personalizado e de baixo custo, inclusive para pequenas instituições de ensino, que têm crescido no país”, explica a Diretora de Canais e Parcerias da D2L, Eline Cavalcanti.

Segundo Felipe Flesch, diretor global de vendas da Dreamshaper, o ecossistema que está sendo criado é único e irá atender as escolas de ponta a ponta com uma solução moderna e completa, integrando múltiplas tecnologias, metodologia, serviços e conteúdos. “Hoje a DreamShaper está presente em mais de 20 países, e temos algumas parcerias mais focadas em entregar uma experiência ativa e engajante de aprendizagem aos alunos, personalizando trilhas a partir de conteúdos de grandes editoras e grupos educacionais em Portugal, Emirados Árabes e na América Latina espanhola e têm trazido excelentes resultados para as escolas. Isso só reforça a importância do que estamos fazendo e o potencial desta iniciativa no Brasil”, afirma ele.

"A Layers possui no seu DNA as vantagens de ser uma solução que cria conexões com diversos articuladores da educação. Fomentar um hub como esse é importante para o desenvolvimento de inovação. Estou animado com o pioneirismo e tenho certeza que estamos escrevendo um novo capítulo na educação brasileira", declara o CEO e cofundador da Layers, Danilo Yoneshige.

Uma pesquisa recente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) apontou que 55% dos alunos preferem a volta das aulas de forma híbrida, ou seja, presencial e também de forma virtual. Assim, o ensino a distância poderá ser uma realidade também para quem está no ensino presencial.

Para o responsável pelo material pedagógico do Grupo Raiz Educação e diretor do Raiz Sistema de Ensino, Raphael Mantovano, a tecnologia ajuda a personalizar o processo de aprendizagem do aluno. “Na nova plataforma do grupo, Raiz Play, foram implantados espaços virtuais para atender de forma individualizada os estudantes. Há alunos que têm maior dificuldade por conta da pandemia e há outros que sofreram com a perda de interesse devido ao longo período de isolamento social. O Raiz Play oferece ao educador uma análise minuciosa e global da vivência escolar de cada estudante.", complementou o diretor.

Dados do último Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), apontam mais de 47 milhões de estudantes na Educação Básica no Brasil e mais de 182 mil escolas. Inicialmente a solução será direcionada para as escolas privadas, que representam cerca de 23% dessa fatia, mas as empresas também esperam atender o Ensino Público a partir de 2023.

“A Educação está se transformando de tal maneira que é necessário várias empresas conjuntamente promover esse novo modelo digital. Cada uma traz sua especialidade e em conjunto conseguimos entregar a melhor solução aos docentes e alunos”, afirma Ronaldo Oliveira, Gerente de Parcerias na AWS.