Detalhe

MDS e ABMES assinam protocolo para promover educação empreendedora de jovens do CadÚnico

09/04/2024 | Por: ABMES | 537
Roberta Aline/MDS

A Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) e o Ministério do Desenvolvimento, Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) assinaram, na manhã desta terça-feira (9/4), um protocolo de intenções para estabelecer mecanismos de cooperação voltados para a promoção de inclusão socioeconômica de pessoas inscritas no Cadastro Único para Programa Sociais do Governo Federal (CadÚnico), por meio da oferta de ações de apoio à inserção ao mundo do trabalho.

A iniciativa deverá envolver ações de educação, com a participação de instituições de ensino superior, que irão atuar, conforme interesse, na capacitação de pessoas para o empreendedorismo. A educação empreendedora deverá ser amparada por mecanismos de concessão de crédito e assistência técnica que possam tornar realidade os projetos dos alunos. Além da ABMES e MDS, a proposta deverá envolver os ministérios da Educação (MEC) e do Trabalho e Emprego (MTE).

Na assinatura do protocolo, o ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, afirmou que a ABMES é a entidade adequada para a realização da parceria e o protocolo representa um importante compromisso social entre as partes.

“Aqui, nosso objetivo é trabalhar para que possamos, a partir do que as próprias faculdades já realizam, como atividades de extensão, e em colaboração com o Ministério da Educação, direcionar um olhar especial para os inscritos no cadastro único do Bolsa Família. Isso, é claro, sem deixar de considerar todos os brasileiros e brasileiras, mas priorizando garantir condições para que essas pessoas possam se preparar para empreender”.

O diretor-presidente da ABMES, Celso Niskier, ressaltou o compromisso e a disponibilidade da Associação em colaborar com a formação de jovens para o empreendedorismo.

“Estamos muito felizes de unir as 5,3 mil unidades e polos representados pela ABMES nesse esforço de inclusão socioeconômica e produtiva dos jovens do CadÚnico. Serão futuros universitários que vão levar a transformação do nosso país”, disse.

Presente na assinatura, o vice-presidente da Comissão de Educação da Câmara de Deputados e presidente da Frente Ampla da Educação, deputado Átila Freitas Lira (PP/PI), também elogiou a iniciativa.

“Esse é um programa muito importante porque as instituições de ensino, além do papel de formação, têm o papel de responsabilidade social, de fazer a mudança social. Então, sem dúvida nenhuma, um trabalho como esse, que elas já fazem de certa forma, vai poder dar mais qualificação para podermos colocar as pessoas do CadÚnico na parte ativa da economia deste país”, acrescentou.

Além de Niskier, Dias e Lira, participaram da assinatura do protocolo a oficial de Projetos do Setor de Educação da Unesco Brasil, Lorena Carvalho; o ex-deputado federal Átila Lira, o diretor do Departamento de Apoio à Inserção do Trabalho do MDS, Saumíneo Nascimento, o reitor do Centro Universitário IESB, Luiz Cláudio Costa, a vice-presidente da ABMES, Débora Guerra; o diretor-executivo e o diretor jurídico da entidade, Andrei Candiota e Bruno Coimbra, respectivamente, além da assessora da Presidência da ABMES e diretora executiva da Edux 21 Consultoria Educacional, Iara de Xavier.