Detalhe

Inep aplicará primeira etapa do Revalida 2017 em 24 de setembro

17/07/2017 | Por: Inep | 1316
Freepik

Em edital publicado nesta segunda-feira, 17, no Diário Oficial da União (DOU), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou o cronograma do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras (Revalida). A 1ª etapa do exame, com prova objetiva e discursiva, será realizada em 24 de setembro. Somente os aprovados na primeira etapa seguem para a 2ª, uma avaliação de habilidades clínicas agendada para 10 e 11 de março de 2018.

O Revalida reconhece os diplomas de médicos que se formaram no exterior e querem atuar no Brasil. Podem participar brasileiros ou estrangeiros em situação legal no Brasil, com diploma médico expedido por Instituição de Educação Superior Estrangeira, reconhecida no país de origem pelo seu Ministério da Educação ou órgão equivalente, autenticado pela autoridade consular brasileira.

Inscrições – O período de inscrição na 1ª Etapa do Revalida vai das 10h do dia 24 de julho às 23h59 de 4 de agosto, pelo endereço revalida.inep.gov.br/revalida/inscricao. O participante deve escolher em qual capital vai realizar as provas: Rio Branco (AC), Manaus (AM), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS) e São Paulo (SP). O valor da taxa de inscrição da 1ª etapa é de R$ 150 e deve ser paga até 9 de agosto. O participante aprovado na 1ª etapa deve confirmar a inscrição na 2ª etapa entre os dias 6 e 9 de novembro e pagar a taxa de inscrição dessa fase, que é R$ 450.

Clique aqui para acessar o edital


Conteúdo Relacionado

Notícias

Bolsonaro desautoriza futuro ministro

Mandetta afirmou que os médicos formados no país poderão passar por um exame de qualificação, nos moldes do aplicado a advogados pela OAB, e citou como exemplo uma nova certificação cinco anos depois da formatura

Cursos de Medicina não podem ser mais criados no Brasil; qual é o verdadeiro motivo?

Quero Bolsa: Sólon Caldas, diretor-executivo da ABMES, não existem justificativas plausíveis para a aprovação da portaria, visto que o único a ser prejudicado futuramente é a própria população brasileira

Governo suspende criação de novos cursos de medicina. Quem perde: só as faculdades ou a sociedade?

Gazeta do Povo: para a ABMES, a portaria do MEC, como está, pode levar a uma defasagem de até duas décadas para que novas instituições se vejam habilitadas a colocar profissionais no mercado

MEC suspende criação de cursos de medicina por 5 anos

Agência Brasil: Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) considera que a medida representa 'um retrocesso que compromete o desenvolvimento do país e o atendimento à população naquilo que é um direito humano fundamental, o direito à saúde'

MEC barra abertura de novos cursos de medicina até 2023 e recebe duras críticas de instituições privadas

Reuters: Na avaliação da ABMES, a portaria atende ao clamor da classe médica e trará enormes prejuízos à saúde e à educação superior no Brasil, sendo 'retrocesso que compromete o desenvolvimento do país'

Governo quer congelar formação de novos médicos por cinco anos

Além disso, profissionais formados no exterior encontram dificuldades para validar o diploma. Para atuar no Brasil, os médicos que se formam no exterior precisam fazer o Revalida, mesmo que sejam brasileiros. Na última edição do certame, em setembro do ano passado, 8 mil profissionais de saúde realizaram as provas. A maioria se graduou em países como Bolívia, Cuba e Estados Unidos

Participantes do Revalida em condição sub judice deverão apresentar cópia de liminar judicial

Em caso de não apresentação de liminar, o participante estará sujeito à exclusão do Exame e às sanções cabíveis nos termos da legislação

Ministério da Educação autoriza abertura de 11 cursos de medicina com 710 vagas

Os cursos vão ofertar 710 novas vagas, de um total de 2.305 que serão abertas em todo o país, até a conclusão das 36 autorizações previstas

Inep seleciona elaboradores e revisores para Banco Nacional de Itens do Revalida 2017

Os selecionados atuarão como elaborador ou revisor técnico de itens, de acordo com a necessidade do Inep, e deverão indicar para qual áreas estão se candidatando

Novas regras vão facilitar a validação de diplomas emitidos por instituições do exterior

No Brasil, a revalidação dos diplomas de graduação fica a cargo das universidades públicas. Já o reconhecimento dos diplomas de mestrado ou doutorado stricto sensu pode ser feito também por instituições particulares

Provas de Habilidades Clínicas do Revalida acontecem neste final de semana

As provas ocorrerão em Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre, São Luís e São Paulo