Detalhe

Deputados pedem que MEC explique notas máximas diferentes no Enem impresso e no digital

19/04/2021 | Por: G1 | 886
Foto: Reprodução/ G1

Os deputados Tabata Amaral (PDT-SP) e Felipe Rigoni (PSB-ES) pediram, nesta segunda-feira (19), que o Ministério da Educação (MEC) explique por que o candidato que acertou todas as perguntas de matemática da 1ª prova impressa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tirou uma nota maior do que quem também gabaritou a disciplina, mas na versão digital.

No requerimento de informação apresentado, os parlamentares dizem que "os estudantes que realizaram a edição tradicional foram beneficiados pela metodologia de Teoria de Resposta ao Item (TRI), em detrimento dos que realizaram o Enem Digital, afetando o acesso ao ensino superior".

Candidatos das três edições do Enem 2020 (duas impressas e uma digital) concorrem às mesmas vagas em universidades por programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Segundo os deputados, notas máximas diferentes em cada uma das provas levam a um processo seletivo desigual.

Em números, o que aconteceu foi o seguinte: no Enem impresso, quem acertou as 45 perguntas de matemática tirou 975 pontos nesta parte da prova. No digital, candidatos que também acertaram todas afirmam que chegaram a uma nota menor —945 pontos.

Houve erro do Inep?
Especialistas no modo de correção do Enem entrevistados pelo G1 afirmam que, de fato, alguns candidatos podem ter sido prejudicados.

No entanto, esclarecem que este problema ocorre todo ano e em todas as disciplinas, já que, no Sisu, há sempre participantes de pelo menos duas provas diferentes do Enem (uma versão para a maioria, e outra para jovens privados de liberdade ou que tiveram problemas logísticos na data original da avaliação).

Pelo modo de formular as questões, é impossível elaborar duas provas com o exato mesmo nível de dificuldade. Em 2020, portanto, não houve um erro do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) ao formular o Enem digital.

O que se viu foi o mesmo problema observado em todas as últimas edições: colocar concorrentes de um mesmo processo seletivo resolvendo testes diferentes.

Como o Enem é corrigido?
A Teoria de Resposta ao Item (TRI) é uma forma de correção diferente da que é usada na Fuvest, por exemplo, em que o número de acertos corresponde à nota final. No Enem, cinco candidatos podem acertar exatamente a mesma quantidade de questões, mas tirarem notas bem diferentes.

Isso porque a TRI busca detectar a coerência no desempenho dos candidatos - ela é programada para dar uma nota menor a quem “chutar” as respostas.

Por que as notas máximas foram diferentes para quem acertou todas?
Com base nos acertos de um estudante na prova, ele é colocado em uma espécie de "régua" que mede suas habilidades. E esta escala não vai de 0 a 1.000: dependendo do nível de dificuldade das perguntas, mesmo quem acerte todas pode chegar "só" a 975, por exemplo, como aconteceu no Enem 2020.

Tadeu da Ponte, coordenador do Insper (SP) e fundador da empresa de avaliações educacionais Primeira Escolha, explica que, pela TRI, a nota máxima de uma prova é o valor da questão considerada "mais difícil".

Ele faz uma analogia: imagine uma competição de levantamento de peso. O maior desafio do duelo entre João e José será erguer 95 quilos. Isso significa que, se os dois conseguirem cumprir a prova, ambos tirarão 95. Como nenhum deles precisou tentar levantar 100 kg, a "nota máxima" que poderiam alcançar não chegaria a 100. Só a 95.

Pensando agora na avaliação do Inep: quanto mais alta a pontuação de uma pergunta, mais "pesada" era a "carga" que o aluno teria de levantar.

No Enem impresso, a pergunta mais difícil exigiu que o candidato tivesse 975 pontos na régua de proficiência. Já no Enem digital, quem gabaritou matemática precisou ter menos trabalho: "levantar 945 pontos" já era suficiente.

Mas será que, se você desse uma pergunta (ou um "peso") de 975 pontos, estes alunos do Enem digital também teriam concluído a prova com 100% de aproveitamento? Não sabemos. Por isso, há a tal "injustiça". Estes estudantes não tiveram a chance de mostrar se também conseguiriam cumprir os 975 pontos conquistados pelos adversários. Na nota final, ficaram com 30 pontos a menos.

Não dá para evitar que o problema ocorra?
No Enem, há sempre o objetivo de elaborar uma prova com uma quantidade equilibrada de questões fáceis, médias e difíceis. Para classificar o nível de dificuldade de cada uma, o Inep aplica pré-testes para grupos semelhantes aos que vão prestar o exame, anos antes.

Com base no número de pessoas que acertaram aquela resposta, é possível mensurar a dificuldade dela e montar um banco de perguntas amplo.

"É quase impossível fazer duas provas que tenham a questão mais difícil no mesmo valor. O Inep busca ter questões em toda a escala, com boa variabilidade, mas é complicado ser numericamente igual. Tecnicamente, não houve nada de errado em 2020", diz Tadeu da Ponte. "Essas diferenças de uma prova para a outra são normais. A injustiça está no Sisu."

Filipe Couto, diretor pedagógico do Colégio pH, concorda. "Você vai ter sempre notas máximas diferentes em provas diferentes. O problema é que elas não poderiam ser usadas na mesma seleção. Se o aluno pega uma prova mais fácil, sua nota máxima será menor, e ele não terá culpa disso", explica.

"É algo que ocorre todo ano, mas que ficou acentuado em 2020, com mais pessoas fazendo as outras versões da prova. Será um problema sério se o MEC implementar várias edições do Enem digital por ano [para um mesmo Sisu]."

Retorno do Inep
Até a última atualização desta reportagem, o Inep havia informado apenas que a nota máxima do Enem 2020, em matemática, havia sido de 975. O G1 pediu para que a autarquia confirmasse que a versão digital teve o teto de 945 pontos, mas não obteve resposta.

Sobre as possíveis injustiças no processo seletivo do Sisu, o Inep também não se pronunciou.

Pelo requerimento dos deputados, o ministro Milton Ribeiro deverá responder às seguintes perguntas:

  1. Quais as explicações do Inep para as denúncias de existência de discrepâncias nas notas máximas do Enem tradicional e do Enem digital? Quais ações o Inep adotará para resolução das denúncias?
  2. De que forma a metodologia de avaliação de Teoria de Resposta ao Item (TRI) foi abarcada no Enem Digital 2020 e no Enem Tradicional 2020?
  3. Houve diferenças no planejamento de itens e na metodologia do Enem Digital para o Enem tradicional? Caso sim, quais foram essas diferenças?
  4. Segundo planejamento do próprio MEC, o Enem digital terá continuidade na edição de 2021. Quais ações o Ministério irá adotar para reorganizar as metodologias, a fim de evitar novas discrepâncias de notas?

O pedido aguarda o parecer do relator na Mesa Diretora da Câmara dos Deputados.


Conteúdo Relacionado

Legislação

EDITAL INEP Nº 28, DE 01 DE JUNHO DE 2021

Torna pública a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 impresso.


EDITAL INEP Nº 29, DE 01 DE JUNHO DE 2021

Torna pública a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 digital.


EDITAL INEP Nº 19, DE 30 DE ABRIL DE 2021

Torna público os procedimentos de justificativa de ausência na edição de 2020 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e de solicitação de isenção da taxa de inscrição para a edição 2021.


RESOLUÇÃO FNDE Nº 44, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2020

Dispõe sobre o Plano Trienal e o quantitativo de vagas dos contratos de financiamento no âmbito do Fundo de Financiamento Estudantil - Fies.


RESOLUÇÃO FNDE Nº 43, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2020

Dispõe sobre a prorrogação do prazo do art. 2º da Resolução nº 42, de 21 de outubro de 2020, no que se refere às alíneas "b" e "c" do inciso II, que dispõe sobre o Programa Especial de Regularização do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), nos termos dos §§ 4º e 5º do artigo 5º-A, da Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001.


PORTARIA FNDE Nº 782, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2020

Dispõe sobre a prorrogação do prazo para validação das inscrições pelas Comissões Permanentes de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) referente ao processo de ocupação de vagas remanescentes do 2º semestre de 2020 e para realização dos aditamentos de renovação semestral dos contratos de financiamento concedidos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), simplificados e não simplificados, do 2º semestre de 2020.


Notícias

Recorde negativo: número de inscritos no Enem é o menor desde 2008

Veja: Em entrevista, o diretor presidente da ABMES, Celso Niskier, comenta sobre a redução do número de inscritos no Enem

Quatro milhões de estudantes se inscrevem para o Enem 2021, menor número em 14 anos

O Globo: Em entrevista, o diretor presidente da ABMES, Celso Niskier, comenta sobre o número de inscritos do Enem

Ministério da Educação abandona plano de ampliação do Enem Digital

Com custo mais alto e abstenção de 70% na última edição, exame no computador não avançou

Inscrições do Enem 2021 começam em 30 de junho também para treineiros

A inscrição para fazer a prova como treineiro pode ser feita do dia 30 de junho até o dia 14 de julho

Indefinição sobre o Enem deste ano coloca planejamento das faculdades na corda bamba

Hoje em Dia: Em entrevista, o diretor executivo da ABMES, Sólon Caldas, comenta sobre o ingresso de alunos no ensino superior

Faltam 15 dias para a abertura das inscrições do Enem 2021

Página do Participante estará disponível aos interessados a partir de 30 de junho. Aplicações das versões impressa e digital ocorrerão nos dias 21 e 28 de novembro

Começa período de recurso para isenção do Enem 2021

Todos os interessados em fazer a edição 2021 do exame devem realizar a inscrição, independentemente de terem adquirido a isenção ou justificado a ausência

Enem: ministro da Educação diz que não vai ter acesso prévio a provas

Ele falou em audiência pública na Câmara dos Deputados

Presidente do Inep diz que ministro da Educação quer ter "influência técnica" sobre questões do Enem

Ex-presidentes do instituto rechaçam intervenções externas na elaboração do exame

Enem Digital vai ofertar mais de 100 mil vagas

Modalidade digital contará com atendimentos especializados

Ministro da Educação anuncia Enem 2021 em 21 e 28 de novembro

Equipe de Milton Ribeiro queria adiar exame para 2022, mas voltou atrás; inscrições abrem em 30 de junho

Como criar um bom conteúdo para o Ensino Superior a Distância

Já parou para pensar quantos setores foram impactados pela pandemia do Coronavírus? Pensando rápido, podemos mencionar a forma de trabalhar, de consumir serviços, de aproveitar o tempo livre e sem esquecer da forma de aprender

Enem 2021: prazo para candidatos pedirem isenção da taxa de inscrição termina nesta sexta

Datas de aplicação da prova ainda não foram divulgadas. Candidatos que estavam isentos na edição anterior e que não compareceram ao exame devem justificar ausência para solicitar benefício novamente

Enem 2021: prazo para candidatos pedirem isenção da taxa de inscrição termina nesta sexta

Datas de aplicação da prova ainda não foram divulgadas. Candidatos que estavam isentos na edição anterior e que não compareceram ao exame devem justificar ausência para solicitar benefício novamente.

Edital do Enem em elaboração prevê prova em novembro deste ano e proibição de 'treineiros'

Objetivo do veto é reduzir custos e aglomerações; calendário ainda não está definido, e responsável pelo Enem pediu demissão nesta quarta

Frente Parlamentar Mista cobra do MEC isenção de Enem para estudantes que não fizeram último exame

A taxa da prova só é concedida aos faltantes mediante justificativa, porém entre as opções não consta nada associado a pandemia. Prova foi realizada em janeiro, durante alta no número de casos de COVID-19

Inep capacita 166 elaboradores de itens para o Enem

Novos credenciados irão compor o Banco de Colaboradores do Banco Nacional de Itens (BC-BNI). Inep iniciará segunda turma de capacitação no dia 7 de junho

Ministro da Educação diz que Enem 2021 pode ser 'em outubro, novembro'

Despachos internos obtidos pelo G1 mostram que Inep marcou as provas para 16 e 23 de janeiro de 2022, mas Milton Ribeiro afirmou que documentos são conversas de bastidores

MEC diz não ter dinheiro para pagar Enem e bolsas de 92 mil pesquisadores

A verba destinada ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021 é insuficiente para aplicar a prova a todos os participantes

Presidente do CNE volta atrás e diz que 'entendeu' que Enem 2021 seria em 2022; Inep afirma que data está em avaliação

Maria Helena Guimarães de Castro havia confirmado ao G1 que presidente da autarquia mencionou a realização da prova somente em janeiro de 2022. Inep nega que essa informação tenha sido passada durante reunião

Presidente do Inep confirma que Enem não será aplicado em 2021

Danilo Dupas informou na manhã de quinta-feira que não haverá orçamento para a realização do Enem deste ano

Inep nega falha na correção das redações do Enem

Segundo o Inep, as redações podem passar por até quatro correções

Alunos suspeitam de erro em nota do Enem e cobram revisão

Número de reclamações levou diretoria do Inep a pedir varredura na pontuação de todos os candidatos

Conheça os programas que utilizam as notas do exame

Desempenho nas provas possibilita o acesso à educação superior em instituições públicas e privadas. Participação também é critério para financiamento estudantil

Inep anuncia resultados do Enem 2020, mas candidatos enfrentam dificuldades para acessar página

Assessoria disse que problemas técnicos foram solucionados às 21h20. Estudantes ainda relatavam complicações para obter as notas depois desse horário

Governo cogita cancelar Saeb 2021; decisão inviabilizaria Enem seriado neste ano

O Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), a princípio, avalia aprendizado de alunos do 2º, 5º e 9º ano do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio. A partir de 2021, ele seria usado como nova forma de ingresso no ensino superior

Gabarito da reaplicação do Enem 2020 deve ser divulgado nesta segunda-feira

Candidatos que tiveram COVID-19 na data regular, ou problemas logísticos, como as salas lotadas, puderam refazer o exame. Provas também foram aplicadas no AM e cidades de RO, que tiveram as provas suspensas por causa da pandemia

Reaplicação do Enem tem mais de 70% de abstenção

Gabaritos das provas estarão disponíveis na segunda-feira

Enem tem hoje segundo dia de reaplicação de provas

Resultados finais serão divulgados no dia 29 de março

Começa hoje a reaplicação do Enem

Reaplicação terá as mesmas regras do exame regular

Locais de reaplicação do Enem 2020 serão divulgados nesta sexta, diz Inep

Prova será em 23 e 24 de fevereiro no formato impresso para todos os candidatos, mesmo os inscritos no Enem digital.

Prazo para pedir reaplicação do Enem digital termina nesta sexta

Têm direito a refazer o exame os candidatos que tiveram problemas logísticos, como falta de luz, ou quem teve diagnóstico de Covid-19. A reaplicação será na versão impressa até para os inscritos no digital.

Inep divulga nesta sexta os resultados dos pedidos de reaplicação do Enem impresso

Estudantes com diagnósticos de Covid ou aqueles prejudicados por problemas logísticos, como salas lotadas, tiveram o direito de solicitar uma nova prova.

Coluna

Educação Superior Comentada |Avaliações e exames no contexto da situação de pandemia

O consultor jurídico da ABMES, Gustavo Fagundes, fala sobre a questão das avaliações e exames durante a pandemia da Covid-19 sob o prisma do Parecer CNE/CP nº 9/2020. Segundo o especialista, o texto repete integralmente as conclusões do texto do parecer original (Parecer CNE/CP nº 5/2020), reiterando que o Enem é de competência e atribuição exclusiva do Inep.