Detalhe

Direito e administração são cursos superiores mais procurados pelos alunos em 2022; veja lista

24/05/2022 | Por: G1 | 639

Os cursos de direito, na modalidade presencial, e administração, no modelo à distância, foram os mais procurados pelos estudantes que se matricularam em instituições de ensino superior no Brasil, neste primeiro semestre de 2022 (veja lista completa abaixo).

Os dados são da pesquisa "Observatório da Educação Superior: o que atrai mais os estudantes", realizada pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes) e a Educa Insights, e divulgada nesta terça-feira (24).

O estudo também revela que o número de matrículas em instituições de ensino superior aumentou 35% para cursos iniciados no primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2021. Em 2022, foram 23,7 mil alunos, contra 17,5 mil do ano passado.


Presencial X EAD
Segundo a pesquisa, os cursos semipresenciais e híbridos tiveram o maior avanço, com 43% dos novos ingressantes, em comparação com o ano passado. Os presenciais vêm logo atrás, com aumento de 39%. Já para as graduações à distância, as matrículas cresceram 22%.

De acordo com o presidente da Abmes, Celso Niskier, o crescimento representa a "demanda reprimida" por cursos presenciais, causada pela pandemia de Covid-19, nos últimos dois anos. "Em 2020, parte dos alunos migrou para o EAD, por não haver oferta na modalidade presencial. Não é que a busca pelo ensino à distância cresceu pouco, e sim que o presencial estava com a demanda reprimida", explica.

"A pesquisa mostra que os dois anos da pandemia mudaram a cabeça dos estudantes a respeito da oferta de EAD. O interesse deles pelas graduações não presenciais quase dobrou. Continuamos percebendo que os cursos à distância vão continuar crescendo mais rápido do que os tradicionais. Os jovens provaram do modelo híbrido e gostaram e, portanto, hoje têm mais interesse nessa modalidade não presencial do que tinham antes da pandemia", afirma Niskier.

Cursos mais procurados
O estudo também apurou que 80% da demanda se concentra em um rol de 12 cursos no modelo tradicional, e de 23 cursos em EAD. Veja os mais procurados:

Top 10 cursos presenciais
Curso %
Direito 20,9%
Enfermagem 11,8%
Psicologia 9,7%
Odontologia 6,8%
Farmácia 5%
Administração 5%
Fisioterapia 4,8%
Arquitetura e urbanismo 3,6%
Biomedicina 3,3%
Medicina Veterinária 2,7%
 
Fonte: Educa Insghts

Conteúdo Relacionado

Documentos

Documento: Otimização de oferta - o que querem os estudantes?

Data: 24/05/2022

Autor: Daniel Infante | Educa Insights

Descrição:

Apresentação realizada por Daniel Infante, sócio diretor da Educa Insights, durante o seminário virtual "Aprimoramento da oferta - o que querem os estudantes", realizado em 24 de maio de 2022, pelo YouTube rede/ABMES.

 

Download


Vídeos

Seminários ABMES | Aprimoramento da oferta - o que querem os estudantes

Após a transformação digital acelerada pela pandemia da Covid-19 nas instituições de educação superior de todo o país, a ABMES, em parceria com a Educa Insights, apresenta os resultados de uma pesquisa inédita sobre o formato que alunos dos principais cursos do ensino superior preferem estudar. Conheça esses dados no Seminário "Aprimoramento da oferta - o que querem os estudantes".

 

Notícias

Matrículas em cursos híbridos cresceram 43% em 2022, aponta pesquisa

Estudo, com base em 22 universidades particulares, atribui à pandemia aumento da procura por ensino a distância

Matrículas na educação superior particular subiram 35% no 1º semestre, diz associação

Segundo a entidade de mantenedoras de ensino superior, os cursos semipresenciais e híbridos tiveram o maior avanço, com salto de 43% contra 2021

Matrículas na educação superior particular têm retomada e crescem 35% no primeiro semestre de 2022

Pesquisa da ABMES/Educa Insights destaca retomada com aumento de 43% de ingressantes em cursos semipresenciais e híbridos

ABMES: Matrículas no ensino superior privado crescem 35% no primeiro semestre de 2022

No ranking das 10 formações mais procuradas de cada uma das modalidades, a área de saúde continua marcando presença significativa