Detalhe

Revalida 2020 tem mais de 16,5 mil inscritos

29/10/2020 | Por: G1 | 1191
Unsplash evalida 2020: prazo para pagar a inscrição termina quarta-feira (07/11)

Mais de 16,5 mil pessoas se inscreveram no Revalida 2020, exame que serve para validar o diploma de medicina obtido fora do Brasil. O número representa 114% a mais do que havia sido registrado na última edição do exame. 

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (28/10) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame. Apesar de a legislação em vigor prever o exame a cada seis meses, o Revalida não é feito desde 2017. A última edição teve 7.380 inscritos, dos quais 393 foram aprovados. Neste ano, 16.547 candidatos estão inscritos. A prova teórica será em 6 de dezembro.

Entre os candidatos inscritos:

  • 51,8% (8.016) são mulheres
  • 48,2% (7.466) são homens
  • 64,7% (10.720) são brasileiros
  • 16,3% (2.700) são cubanos
  • 5,9% (980) são cubanos

Os inscritos obtiveram seus diplomas de medicina em 63 países diferentes. Os três principais são:

  • 43,2% (7.154) dos inscritos obtiveram o diploma na Bolívia
  • 23,7% (3.928) fizeram medicina em Cuba
  • 14,5% (2.400) cursaram medicina no Paraguai

Para quem é feito o Revalida?

Qualquer brasileiro ou estrangeiro, que tem diploma de medicina obtido no exterior e está em situação legal no Brasil, poderá fazer a prova. O Revalida foi criado em 2011 para regularizar no Brasil o diploma de graduação em medicina. A prova serve para verificar se o profissional formado no exterior tem conhecimentos equivalentes ao graduado no Brasil.

Como é feito o Revalida?

O Revalida é aplicado em duas etapas, uma teórica e outra prática. O exame teórico será aplicado em 6 de dezembro, em 13 capitais e no DF:

A prova teórica é dividida em duas partes aplicadas no mesmo dia. Pela manhã, devem ser resolvidos 100 itens objetivos. Na parte da tarde, os participantes precisam responder 5 questões discursivas. Nesta etapa, os candidatos deverão obter no mínimo 63 em 100 pontos possíveis na prova objetiva e 29 dos 50 pontos na prova discursiva. A segunda parte é uma avaliação prática, baseada em 10 entrevistas (anamneses) para diagnóstico inicial de doenças em atores que se passam por pacientes. 

O edital para a segunda etapa do Revalida ainda não foi publicado. Mas, segundo o Inep, nesta edição haverá uma novidade: quem passar na primeira fase, mas reprovar na segunda, poderá se inscrever diretamente nesta etapa nas próximas duas edições futuras, ainda a serem marcadas. O valor da inscrição ainda será divulgado.

Cronograma do Revalida 2020

Prova teórica: 6 de dezembro
Divulgação dos gabaritos: 8 de dezembro
Recurso dos gabaritos: 8 a 14 de dezembro
Resultado da prova escrita: 8 de fevereiro


Conteúdo Relacionado

Legislação

PORTARIA INEP Nº 572, DE 16 DE OUTUBRO DE 2020

Altera a Portaria nº 508, de 24 de agosto de 2020, que institui a Comissão de Análise de Itens (CAI) para aplicação do Método de Angoff modificado, com intuito de estabelecer o padrão de desempenho mínimo esperado (nota de corte) para a avaliação escrita e para a avaliação de habilidades clínicas no exame Revalida 2020.


EDITAL INEP Nº 80, DE 01 DE OUTUBRO DE 2020

Tornar pública a definição dos desempenhos mínimos esperados (notas de corte) para as provas objetiva e discursiva da 1ª etapa da edição de 2020 do Revalida.


Notícias

Revalida: Prova será aplicada em 13 cidades brasileiras

Provas estão marcadas para 6 de dezembro. Cartão de confirmação será liberado segunda, 23

Publicado edital do exame com cronograma de aplicação

Prazo para inscrição na primeira etapa do Revalida 2020 estará aberto a partir de 21 de setembro. Prova será aplicada em 6 de dezembro

MEC quer aperfeiçoar processo de revalidação do diploma de medicina

O grupo será formado representantes da Secretaria de Educação Superior do MEC, do Instituto Nacional de Educação e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e Conselho Federal de Medicina (CFM)