Detalhe

CTAA fica mais ágil, efetiva e transparente

09/07/2021 | Por: Inep | 593
Foto: Reprodução/ Inep

O Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciaram a modernização da Comissão Técnica de Acompanhamento da Avaliação (CTAA), instância recursal do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e do Sistema de Avaliação de Escolas de Governo (Saeg). Também foi divulgado o novo Regimento Interno da CTAA, com a atualização dos normativos. As portarias nºs 488 e 489, que tratam das mudanças, foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 9 de julho. As novidades entram em vigor no dia 2 de agosto.

A nova estrutura amplia os subcolegiados da CTAA e o número de membros, envolvendo mais professores de instituições de educação superior públicas e privadas. A nova CTAA também está mais alinhada à realidade. Uma das novidades é a possibilidade de visitas virtuais para verificação de informações. Em caso de dúvidas, o membro poderá, mediado pelo Inep, fazer a visita para dirimir questões sobre o relatório da comissão, dentro do âmbito de suas atribuições.

O presidente do Inep, Danilo Dupas, ressalta o avanço que a reestruturação trará ao ensino superior. “É um importante passo para melhorar a avaliação da educação superior brasileira. A CTAA foi reestruturada para permitir uma análise de recursos mais ágil, efetiva e transparente. Essa é mais uma ação do Inep, com total apoio do MEC, em prol da governança institucional da Autarquia. Teremos uma comissão mais robusta”, defende Dupas.

Ao final de fevereiro, a CTAA tinha 387 processos pendentes de deliberação. Desde então, foram recebidos 89 novos processos. A nova gestão do Inep atuou para liberá-los e atualmente há 117 para serem deliberados. Até o fim do ano, estima-se que haverá um aumento no número de processos recebidos, tendo em vista o aumento no número de visitas de avaliação in loco que estão sendo realizadas.

A competência da CTAA não muda e segue como órgão colegiado de caráter técnico de acompanhamento dos processos periódicos de avaliação externa in loco do Sinaes e do Saeg. Como instância recursal, a comissão tem competências para deliberar sobre recursos administrativos advindos das instituições de educação superior e do MEC, referentes a relatórios das avaliações externas in loco do Sinaes e do Saeg; e sobre recursos administrativos em face das decisões da Diretoria de Avaliação da Educação Superior (Daes) do Inep, relacionados à conduta de avaliadores do Banco de Avaliadores do Sinaes (BASis) e do Saeg.

Melhorias
As mudanças se concentram na estrutura, na competência e na composição dos subcolegiados da CTAA. O número foi ampliado de 7 para 12. Antes, eles eram configurados por um agrupamento de áreas afins e agora seguem a Classificação Internacional Normalizada da Educação Adaptada para Cursos de Graduação e Sequenciais de Formação Específica do Brasil (Cine Brasil), baseada na classificação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).  A metodologia permite o agrupamento de cursos de educação superior segundo a semelhança de conteúdo temático.

As decisões dos subcolegiados, antes por maioria simples, passam a ser unânimes. Quando ocorrerem divergências de análise em relação a um processo, esse será encaminhado para o Colegiado Deliberativo, em que será analisado e votado por maioria simples. Esse colegiado não existia na estrutura anterior e esse é mais um avanço da reformulação da CTAA.

Também é inédita a possibilidade de criar subcolegiados temporários, quando o número de processos de um subcolegiado permanente for duas vezes superior à quantidade de seus membros. A criação dos subcolegiados temporários ocorrerá por voto da maioria absoluta dos membros do Colegiado Deliberativo da CTAA. Eles não podem ter duração superior a um ano.

Composição
A CTAA passa a ter 102 membros, todos titulares. No regimento anterior, eram 39 titulares e 39 suplentes, somando 78 pessoas. Os atuais suplentes serão transformados em titulares na nova composição. Outra mudança diz respeito à atuação dos servidores do Inep na CTAA. Anteriormente, o membro servidor era responsável por presidir as reuniões e tinha direito a voto. No novo regimento, a coordenação dos subcolegiados passa a ser dos membros externos ao Instituto. O designado atuará na coordenação dos trabalhos e na presidência das reuniões, enquanto os servidores assumem a função de prestar apoio técnico aos membros da comissão.

A presidência da CTAA, que era exercida pelo titular da Daes, passa a ser do presidente do Inep. O diretor da Daes torna-se, agora, secretário da CTAA. “Com essas mudanças, aumentamos a participação das instituições públicas e privadas, e a alta gestão do Inep passa a ter participação determinante, atribuindo mais segurança e uniformidade às decisões da comissão, com mais atenção aos processos, que deixam de ser restritos a uma diretoria. São reformas necessárias para seguirmos modernizando a avaliação da educação superior brasileira”, explica Dupas.


Conteúdo Relacionado

Vídeos

ABMES Consultoria | Guia de Boas Práticas de Avaliação Externa Virtual In Loco

Inep divulgou o Guia de Boas Práticas de Avaliação Externa Virtual In Loco orientando avaliadores e IES sobre como proceder a partir das mudanças do novo formato de avaliações externa in loco que serão realizadas pelo instituto. O consultor jurídico da ABMES, Bruno Coimbra, comenta os pontos de destaque do documento. O formato virtual foi anunciado nesta quinta-feira (23) e tem caráter emergencial e temporário, motivado pelo contexto de pandemia da Covid-19.

Saiba mais:
https://bit.ly/3xhOEwf

Legislação

PORTARIA INEP Nº 165, DE 20 DE ABRIL DE 2021

Institui a Avaliação Externa Virtual in loco no âmbito das visitas por comissões de especialistas para avaliação externa de Instituições de Educação Superior e cursos de graduação, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), e da avaliação das Escolas de Governo.


Notícias

Inep capacita relatores dos subcolegiados da CTAA

Treinamento foi para relatores de curso de graduação e de avaliação institucional externa. Capacitação aconteceu de forma virtual, por meio de aplicativo

Aberta capacitação para 2,8 mil avaliadores

Treinamento on-line prepara profissionais para avaliar cursos e instituições no formato virtual. Cerca de 4 mil avaliadores já foram capacitados pelo Inep

Inep avalia 2 mil cursos e instituições em 4 meses

Dado engloba avaliação de cursos de graduação e instituições de educação superior. Presidente Danilo Dupas divulgou levantamento durante seminário da ABMES

Aberta seleção para consultor da educação superior

Especialistas em instrumentos de avaliação podem se candidatar até o dia 20 de junho. Selecionado realizará estudos para desenvolvimento de novos indicadores

Regulação tem impulso com avaliação virtual e cresce 292%

Comparativo entre os cinco primeiros meses do triênio 2019, 2020 e 2021 mostra avanço exponencial no número de decisões regulatórias da educação superior

MEC quer facilitar regulamentação de empresas de ensino superior

Ribeiro disse que avaliação remota é o primeiro passo nessa direção

Inep inicia avaliação externa virtual in loco

Comissões avaliaram a autorização de novos cursos em sete instituições. Até outubro, Autarquia pretende realizar 5 mil avaliações externas virtuais

Inep propõe avaliar cursos superiores remotamente

Início da avaliação virtual está previsto para o dia 26 de abril

Avaliação externa virtual é um marco na educação superior

Objetivo da proposta é aperfeiçoar o processo de avaliação da oferta da educação superior, trazendo celeridade, segurança e transparência à avaliação externa in loco

Avaliação in loco: prorrogado edital para docentes da educação superior

Período para inscrição no processo seletivo de docentes para compor as comissões responsáveis pela Avaliação in loco vai até dia 15 de novembro

Aberto edital para avaliadores da educação superior

Inep selecionará professores responsáveis pela avaliação in loco dos cursos de graduação. As inscrições podem ser realizadas até o dia 11 de outubro

Instrumentos de avaliação in loco em debate no Seminário da ABMES

Com o tema "O cenário da avaliação da educação superior no Brasil e a atuação do Inep/MEC”, o evento tem como objetivo aproximar instituições de ensino dos principais dirigentes e técnicos do setor

Coluna

Educação Superior Comentada | Políticas, diretrizes, legislação e normas do ensino superior

Na edição desta semana, o consultor jurídico da ABMES, Gustavo Fagundes, apresenta o calendário anual de abertura do protocolo de ingresso de processos regulatórios no sistema e-MEC para 2021

Educação Superior Comentada | A instituição da Avaliação Externa Virtual in Loco

Na coluna Educação Superior Comentada desta semana, o consultor jurídico Gustavo Fagundes comenta sobre a instituição da Avaliação Externa Virtual in loco