Detalhe

Politécnicos portugueses estreitam cooperação com sistema universitário privado brasileiro

03/11/2022 | Por: Jornal Alto Alentejo | 1242

O Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos e a Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), sedeada em Brasília, mas representativa de mais de 5.300 unidades educacionais privadas em todo o território, firmaram um acordo de cooperação para desenvolverem ligações didácticas, científicas e culturais, traduzíveis em “vínculos e intercâmbios académicos” efectivos, que vêm reforçar a colaboração entre os dois países no domínio.

A ratificação da parceria surge no momento de um périplo da 4.ª Delegação ABMES Internacional – Portugal Experience pelo nosso País, a qual, durante duas semanas, está a levar uma delegação de decisores e líderes educacionais brasileiros a conhecer a realidade portuguesa.

Nos termos da parceria agora criada, o CCISP e a ABMES posicionam-se como o “guarda-chuva” sob o qual todas as instituições suas associadas poderão realizar actividades colaborativas entre si, no sentido do intercâmbio de professores, pesquisadores, estudantes e gestores, e, igualmente, do desenvolvimento conjunto de projectos e pesquisas.

A organização de cursos, seminários e eventos, a criação de programas de bolsas de estudo, o intercâmbio de bibliografias, materiais didácticos, técnicos e científicos entram igualmente no espectro do protocolo, que quer servir de campo fértil para a elaboração de artigos científicos e outras publicações e troca de conhecimento.

Segundo números recentes, serão cerca oito milhões os estudantes no ensino superior brasileiro, aproximadamente 80% (6,7 milhões) deles matriculados em instituições particulares.

Quando falamos de instituições privadas, estamos falando desde pequenas faculdades filantrópicas do interior até grandes grupos empresariais, inclusive alguns com acções na bolsa de valores, contextualizou Celso Niskier, director presidente da ABMES – entidade que, representando quase 900 mil estudantes, fez reflectir na visita a Portugal essa estrutura de ensino rica e diversificada.

O ensino superior luso, por sua vez, acolherá na actualidade cerca de 20 mil estudantes brasileiros (aproximadamente 40% do contingente estrangeiro) e a tendência é de crescimento, tanto quanto foi possível perceber naquela que foi uma das maiores acções de promoção externa do ensino superior português, liderada pelo Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos.

Acordos de parceria como aquele que acabámos de firmar com a ABMES reforçam a importância do Brasil como um mercado estratégico no plano de internacionalização que estamos a empreender, dando continuidade à aproximação entre o subsistema politécnico e o tecido empresarial, de ambos os países, cimentando assim a coesão educativa, económica e social nas regiões envolvidas, sublinhou a propósito Jorge Conde, vice-presidente do CCISP.


Conteúdo Relacionado

Documentos

Notícias

Universidades particulares brasileiras firmam parcerias em Portugal

Instituições brasileiras querem facilitar a mobilidade de alunos entre os países, trocar experiências e ampliar pesquisas. Mas há entraves a serem superados, como a dificuldade para validação de diplomas obtidos no Brasil

Universidades privadas de Portugal e do Brasil assinam acordo de cooperação (com áudio)

O Grémio Literário, em Lisboa, é esta quarta-feira palco da assinatura do acordo. Estreitar relações entre instituições, promover o intercâmbio científico e a realização de projetos de investigação em parceria são objetivos

IPC recebe comitiva de instituições de ensino superior brasileiras

O IPC apresentou a instituição aos visitantes e assinou um protocolo de colaboração com a ABMES com vista a promover e desenvolver relações didáticas, científicas e culturais e promover vínculos e intercâmbios académicos entre as instituições representadas

Em Portugal, 80% dos estudantes estão em universidades públicas

Os cursos de ensino a distância, que já representam quase metade das matrículas brasileiras, não são autorizadas em Portugal

Matrículas em politécnicos cresce 30%

Há uma discussão no Parlamento português para que os Politécnicos se transformem em universidades. Mas há forte resistência das universidades e de parte do governo

Faculdades portuguesas se aproximam das companhias

Alunos e o setor produtivo demandam cursos mais rápidos

Instituições históricas portuguesas recebem Delegação Internacional da ABMES para seminário e acordos de cooperação

Gestores brasileiros almoçaram em um dos principais prédios históricos da cidade de Lisboa

Gestores educacionais brasileiros são recebidos pela universidade mais inovadora da Europa

Os participantes puderam trocar experiências com a Universidade de Aveiro e ainda conhecer o Parque Tecnológico da instituição

Representantes do ensino superior politécnico de Portugal realizam seminários temáticos exclusivos para delegação internacional da ABMES

Encontros aconteceram em Porto, Portugal, durante o segundo dia de atividades da missão técnica da Associação no país