Detalhe

O que os chineses me ensinaram sobre educação

05/02/2020 | Por: Brazil Journal | 520
Foto: Divulgação/ Brazil Journal

Eram cinco da tarde e estávamos num curso de reforço escolar em Beijing. Alunos e professores se preparavam para começar mais uma aula. No fundo da sala, uma presença peculiar chamava atenção: pais e avós sentados, fazendo anotações fervorosas sobre a matéria lecionada.

O motivo: poder ajudar o estudante mais tarde em casa, caso ele não entendesse algum ponto da matéria.

A cena que inicialmente nos surpreendeu tinha se tornado quase óbvia ao final da viagem que um grupo de empreendedores brasileiros da área da educação e eu fizemos à China. Nosso objetivo era visitar centros educacionais para aprender sobre o setor no país que desponta entre as principais potências da área.

Aproximadamente 99% das crianças chinesas estão matriculadas no Ensino Fundamental, dos quais 55% passam no concorrido “Zhong Kao”, exame que seleciona os alunos com as melhores performances para entrar no Ensino Médio (nem todos vão para o ensino médio) e, destes, 30% passam para a faculdade após serem aprovados no exame do “Gao Kao”.

Aproximadamente 99% das crianças chinesas estão matriculadas no Ensino Fundamental, dos quais 55% passam no concorrido “Zhong Kao”, exame que seleciona os alunos com as melhores performances para entrar no Ensino Médio (nem todos vão para o ensino médio) e, destes, 30% passam para a faculdade após serem aprovados no exame do “Gao Kao”.

As escolas e universidades são públicas, e há somente 2% a 3% de escolas privadas. O sistema chinês é centralizado: os exames nacionais de “Zhong Kao” e “Gao Kao” são os caminhos unificados (e praticamente os únicos) para os estudantes chineses que almejam um diploma de ensino superior. Famílias com maiores recursos podem enviar seus filhos para concluírem o ensino no exterior, mas a realidade para a grande maioria da população é enfrentar a concorrência acirrada para ingressar na faculdade. Pais e filhos sabem que, caso o aluno não tenha boa performance na escola, não conseguirá sequer cursar o ensino médio.

Os exames selecionam os melhores estudantes de cada fase para que o Estado continue a investir em sua educação; a restrição da quantidade de formandos valoriza o diploma de cada nível. Resultado: o sistema chinês é caracterizado por meritocracia cognitiva e alta concorrência.

A política de filho único, que concentra os esforços (humano e econômico) dos quatro avós e de ambos os pais em uma única criança abre espaço no orçamento familiar para complementar a educação dos filhos. Isso, somado à relevância cultural e social que a educação possui na China, resulta em um mercado muito promissor. A China possui um dos mais altos índices de gastos com educação dentro do consumo discricionário das famílias.

Com estímulo do governo, demanda da sociedade e recursos dos investidores, o setor educacional está em pleno crescimento. Em outubro de 2019, havia aproximadamente 3.000 edtechs, startups de tecnologia voltada à educação, somente na cidade de Beijing. Inovações tecnológicas permitiram a criação de soluções que trazem economia de tempo e potencializam o ensino, como inteligência artificial que supre a escassez de bons professores de inglês, plataformas online que viabilizam acesso à educação em locais remotos, programas que simulam experiências em laboratórios de ciências e até softwares que leem ondas cerebrais para avaliar o nível de satisfação e absorção do aluno.

Inovações tecnológicas, contudo, ficariam somente no papel sem a ênfase e o papel prioritário que a educação possui na cultura chinesa. O reconhecimento da educação como um dos fatores determinantes da transformação individual permeia a sociedade como um todo, e mesmo as famílias menos favorecidas dedicam uma parte significativa de seus rendimentos à educação de seus filhos.

Diferentemente do que observamos no Brasil, os cursos de reforço escolar e tutoria são frequentados inclusive pelos alunos que possuem boa performance escolar, com o objetivo de aperfeiçoar o aprendizado obtido na escola tradicional e ampliar o conhecimento. A preparação para os concorridos exames nacionais, em conjunto com os cursos de inglês, dominam o mercado privado da educação chinesa, dividindo espaço com a presença tímida, mas crescente, de cursos extracurriculares com ênfase me habilidades sócio-emocionais, artes e esportes.

Após uma semana de imersão no setor educacional chinês, pretendo acompanhar de perto o movimento das edtechs, que poderão reinventar as formas de ensino em um futuro próximo e, assim, revolucionar o mercado de educação. Os benefícios e resultados alcançados pela aplicação da tecnologia no setor chinês são, sem dúvida, alvissareiros neste sentido.

No caso do Brasil, porém, é preciso introduzir inovações para além da tecnologia: valorizar o magistério (os professores chineses desfrutam de grande prestígio social, apesar do salário mediano), motivar pais e responsáveis a investir na educação dos jovens e inspirar os alunos a acreditar no próprio potencial. Estas são mudanças estruturais que demandam esforços de todas as instituições do país, e no longo prazo.

A transformação da cultura educacional brasileira é tarefa inadiável. A maioria das famílias brasileiras tem outras prioridades na alocação de proventos. A educação muitas vezes fica em segundo plano, uma vez que muitos não a consideram elemento fundamental para a mudança da própria realidade. Não se trata somente de esforços econômicos, mas também de dedicação de tempo e atenção aos estudos das crianças. É preciso desenvolver e consolidar o conceito, inclusive no aluno, de que a educação é o caminho para a transformação pessoal e social, motivo pelo qual deve ser tratada como prioridade nos âmbitos familiares e sociais.

O fundamental é lembrarmos que nossas deficiências têm a mesma medida das nossas oportunidades. A educação brasileira precisa incentivar a inovação e criar caminhos para o desenvolvimento do setor público e seus servidores, da iniciativa privada e dos empreendedores.

Nada é mais urgente do que transformar educação em sinônimo de esperança para todas as crianças brasileiras.

 


Conteúdo Relacionado

Vídeos

ABMES em Hong Kong

No dia 21 de outubro de 2019, após passar por Dubai, Abu Dhabi, Pequim, Xangai e Hangzhou, a 3ª Delegação ABMES Internacional - China Experience desembarcou em Hong Kong. Na ocasião, o grupo teve a oportunidade de conhecer um pouco sobre a cultura e tradição local

Confira como foi a 3ª Delegação ABMES Internacional

A 3ª Delegação ABMES Internacional - China Experience, realizada de 10 a 25 de outubro de 2019, vivenciou 15 dias de muito trabalho, aprendizado, inovação, experiências únicas e diversão. O grupo percorreu quase 40 mil quilômetros, passando por cidades que convivem com a cultura milenar e conhecendo inovações que estão revolucionando o mundo, especialmente na área da educação

Em Macau, ABMES firma cooperação com mais uma universidade chinesa

No dia 23 de outubro de 2019, em sua passagem por Macau, região autônoma na costa sul da China continental, a 3ª Delegação ABMES Internacional – China Experience assinou mais um Memorando de Entendimento (MOU) com a City University of Macau (CityU). O acordo tem como objetivo incluir o Brasil nos programas de cooperação que a universidade possui com mais de dez entidades internacionais

ABMES em Xangai!

Em Xangai, a 3ª Delegação ABMES Internacional visitou três instituições: a Fudan University, terceira maior universidade da China, a Shanghai University of Traditional Chinese Medicine (SHUTCM) e Shanghai University of Finance & Economics (SUFE). Além disso, os brasileiros puderam conhecer um pouco mais sobre a cultura local

Delegação ABMES debate ampliação de intercâmbio em Hangzhou

O domingo também foi dia de networking e aprendizado para a 3ª Delegação ABMES Internacional! No dia 20 de outubro de 2019, o grupo visitou a universidade pública Zhejiang University Of Finance And Economics (ZUFE). Localizada em Hangzhou, a instituição é especializada em cursos nas áreas de Finanças e Contabilidade. No mesmo dia, a delegação conheceu ainda uma das maiores plantações de chá do mundo

ABMES sela acordos importantes em Pequim!

A passagem da 3ª Delegação ABMES Internacional por Pequim, capital da China, foi marcada por importantes acordos selados entre instituições brasileiras e chinesas, bem como por visitas a lugares repletos de inovações e tecnologias de ponta. O grupo ficou na cidade do dia 13 a 17 de outubro de 2019

Passagem da delegação ABMES pela Cidade Proibida, na China

As delegações internacionais da ABMES vão além do intercâmbio acadêmico e tecnológico, elas também proporcionam aos participantes uma rica agenda cultural. No dia 17/10, o grupo teve a oportunidade de conhecer a Cidade Proibida e Praça da Paz Celestial, alguns dos locais mais importantes para a história da China

Embaixador do Brasil na China recebe a 3ª Delegação ABMES Internacional em Pequim

Na segunda-feira (14/10) o embaixador do Brasil na China, Paulo Estivallet de Mesquita, recebeu os membros da 3ª Delegação ABMES Internacional em um coquetel realizado na sede da embaixada em Pequim. A importância da aproximação cada vez maior entre os dois países foi o tema central do encontro

Delegação ABMES desembarca na China!

A 3ª Delegação ABMES Internacional desembarcou na China no domingo (13/10). A comitiva teve como compromisso inicial uma visita à Muralha da China, reconhecida como uma das sete maravilhas do mundo moderno. Após o passeio, foi realizado um almoço de boas-vindas na própria Muralha, oferecido pela empresa Pearson, para apresentação e alinhamento da delegação

Passagem da 3ª Delegação ABMES Internacional por Dubai e Abu Dhabi

Antes de chegar ao seu destino principal, a China, a 3ª Delegação ABMES Internacional passou por Dubai e Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, e durante dois dias tiveram a oportunidade de conhecer um pouco da cultura local

Recepção dos participantes da 3ª Delegação ABMES Internacional

Janguiê Diniz, vice-presidente da ABMES, recepciona os participantes da 3ª Delegação ABMES Internacional no aeroporto de São Paulo/SP rumo à China!

Meet ABMES! (Subtitled in chinese)

Founded in August 1982, the ABMES brings together the entities that maintain the higher education throughout the country in order to represent them in various governmental and non-governmental bodies with the objective of contributing to the strengthening of private higher education in Brazil. Watch in this video (with chinese subtitles) a little about the actions, projects, main guidelines and benefits to ABMES members

Em 2019, conheça a China com a ABMES!

Rússia, Israel e agora China: as delegações internacionais da ABMES conectam atores educacionais brasileiros com importantes instituições de educação mundiais e propiciam troca de experiências únicas entre os países!

Em 2019 conheceremos a China, que é o maior produtor de doutores universitários do mundo, tem 95% de sua população alfabetizada e lidera o ranking mundial de valorização dos professores.

Vem aí a 3ª Delegação ABMES Internacional - China Experience

Em 2019 a ABMES realizará sua 3ª missão internacional. Os participantes terão a oportunidade de conhecer a China, maior país da Ásia Oriental e o mais populoso do mundo. Interessados em participar da viagem podem entrar em contato pelo e-mail relacionamento@abmes.org.br. Mais informações em breve

Notícias

UniCarioca recebe visita de universidade chinesa e debate mobilidade estudantil

Encontro foi fruto de networking realizado durante a 3ª Delegação ABMES Internacional

Unis cria modelo de intercâmbio para aluno que estuda e trabalha

Instituição de Varginha (MG) fez parcerias com empresas e hoje envia estudantes brasileiros para programas em 25 países

Influência ocidental e parceria privada

A instituição hoje é uma das mais respeitadas da China e também uma das mais procuradas pelos estrangeiros

China quer estrangeiros nas universidades

Em visita a China, a 3ª Delegação ABMES Internacional fecha parceria com algumas das mais renomadas universidades

Estratégia do Brasil de se aliar aos EUA em detrimento da China é um erro, diz especialista

"É um tiro no pé", afirma o consultor Evandro Menezes de Carvalho, consultor especializado em China e professor da FGV-Rio

Delegação Internacional da ABMES visita a Faculdade de Direito da Universidade de Finanças e Economia de Xangai

Delegação Internacional da ABMES visitou a Universidade de Finanças e Economia de Xangai e fecharam parcerias

Missão Educacional na China

Dirigentes do Grupo Dom Bosco fazem parte da 3ª Delegação ABMES Internacional com destino a China

Grupo Unis compõe delegação internacional que busca estabelecer parcerias com universidades da China

Com o objetivo de firmar parcerias com o país, representantes do Grupo Unis compõem a 3ª Delegação ABMES Internacional na China

Grupo Unis compõe delegação internacional que busca estabelecer parcerias com universidades da China

Representantes Grupo Unis participam da 3ª Delegação ABMES Internacional

Em Macau, delegação brasileira firma cooperação com mais uma universidade chinesa

Com foco em turismo internacional e gestão, o Memorando de Entendimento foi assinado com a City University of Macau

Instituições brasileiras e chinesas assinam parceria para cooperação internacional

Até o momento, já foram três convênios assinados por participantes da 3ª Delegação ABMES Internacional

Delegação ABMES debate ampliação de intercâmbio acadêmico com universidade da província de Zhejiang, na China

Além de encontrar líderes da universidade, o grupo de brasileiros visitou diversas escolas da instituição no último domingo (20/10)

Universidade chinesa propõe criação de fundação para parcerias educacionais com o Brasil

Proposta foi apresentada à delegação ABMES internacional pelo representante da Shanghai University of Finance & Economics

Gestores e educadores brasileiros conhecem programas de formação em Medicina Tradicional Chinesa

Participantes da 3ª Delegação ABMES Internacional visitaram a sede da Shanghai University of Traditional Chinese Medicine

Delegação brasileira debate parcerias com a terceira maior universidade da China

Diretor presidente da ABMES apresentou o setor de educação superior particular brasileiro e destacou o crescimento da EAD no país

Diretoras do Grupo Dom Bosco/UNDB em missão educacional na China

Educadoras da 3ª Delegação ABMES Internacional - China Experience prospectam parcerias com algumas das principais instituições de educação chinesas

Delegação ABMES visita "Vale do Silício Chinês"

Local reúne empreendimentos de alta tecnologia, chineses e internacionais, que lideram o desenvolvimento do mundo digital

Instituições de ensino superior brasileiras esperam aprofundar a cooperação com a China

Durante a visita da 3ª Delegação à China, dirigentes aproveitam o momento de aproximação para discutir sobre colaborações acadêmicas

Na China, cada vez mais gente aprende a falar português

Jornal Valor Econômico acompanhou a assinatura de Memorando de Entendimento entre a BLCU e a ABMES, em Pequim, na China

ABMES assina acordo de cooperação com universidade chinesa

Memorando que visa promover o intercâmbio cultural e acadêmico foi assinado durante a visita da 3ª Delegação ABMES Internacional à instituição

Embaixador do Brasil na China recebe a 3ª Delegação ABMES Internacional em Pequim

Em coquetel realizado na sede da embaixada, Paulo Estivallet de Mesquita falou sobre o momento de aproximação e oportunidades entre os dois países

#VamosConhecer: Beihang University

Os membros da 3ª Delegação ABMES Internacional conhecerão o Laboratório Estatal de Tecnologia e Sistemas de Realidade Virtual (State Key Lab) que funciona dentro da instituição

#VamosConhecer: Shanghai University of Traditional Chinese Medicine (SHUTCM)

Os participantes da delegação ABMES realizarão um tour pela universidade e terão a oportunidade de debater sobre alguns cursos oferecidos

#VamosConhecer: Shanghai University of Finance & Economics - School of Law

Em Xangai, a delegação ABMES visitará a escola de direito da principal universidade financeira da China

#VamosConhecer: Zhongguancun Software Park (Z-park)

Integrantes da delegação ABMES visitarão cinco empresas que fazem parte do Vale do Silício Chinês, em Pequim

Plataforma reúne informações sobre educação superior chinesa e de países de língua portuguesa

Ferramenta incentiva interação e intercâmbio multilateral entre instituições membros

#VamosConhecer: National Institute of Cultural Development

Localizado em Pequim, o local foi criado com o objetivo de desenvolver o comércio cultural e exportar a cultura chinesa

#VamosConhecer: Zhejiang University of Finance and Economics (ZUFEF)

Em outubro de 2019, participantes da 3ª Delegação ABMES Internacional quatro escolas da instituição

Os fatores que transformaram a China em uma potência da inovação

Empresários compartilham aprendizados após expedição ao gigante oriental

#VamosConhecer: Beijing Language and Culture University (BLCU)

Delegação ABMES conhecerá a Faculdade de Línguas Estrangeiras, bem como os departamentos de Língua Chinesa e Artes da instituição

12 universidades chinesas entram em ranking das melhores do mundo

A Universidade de Tsinghua, a melhor classificada, ficou na 16ª posição e a maioria das universidades apresentou melhora no indicador Citations per Faculty da QS

#VamosConhecer: The Chinese University of Hong Kong

Integrantes da 3ª Delegação ABMES visitarão a Business School da universidade em outro de 2019

China quer ampliar acesso ao Gaokao, o Enem do país

Mais de 10 milhões estão inscritos para realizar a prova, maior número da década

#VamosConhecer: City University of Macau

Participantes da 3ª Delegação ABMES Internacional conhecerão dois centros da instituição

#VamosConhecer: Fudan University

Instituição receberá os participantes da 3ª Delegação ABMES Internacional - China Experience

China, fábrica de startups

Temos muito a aprender com o país asiático, um dos nossos principais parceiros comerciais e que vem demonstrando estar muito à frente em diversos setores

Ásia retoma seu lugar como centro do mundo

Economistas, cientistas políticos e especialistas em países emergentes vêm há décadas especulando sobre a chegada da Era Asiática, o ponto de inflexão quando o continente se tornará o centro do mundo

O crescimento exponencial e a China

A sociedade chinesa é sem duvida alguma a mais antiga e maior nação organizada em vigor nos dias de hoje

A extraordinária Xangai

A parceria que a China mantem com aproximadamente 70 países, garante o reconhecimento de suas qualificações acadêmicas e traz importantes campi de instituições de ensino renomadas

Revista internacional publica dados sobre educação superior na China

Edição da International Higher Education traz informações baseadas em dados do Ministério da Educação chinês

Embaixador da China no Brasil é apresentado à 3ª Delegação ABMES Internacional

Encontro aconteceu na residência oficial do embaixador, em Brasília/DF, e resultou no comprometimento da representação para a colaborar no diálogo com as instituições chinesas

Pequim volta a ter céu azul depois de 20 anos de intensa poluição

A guerra contra a poluição começou em Pequim em 1998

Por que estudar na China?

A China é o novo horizonte de tecnologia

China cria estrela artificial mais quente que o Sol que pode ser futuro da energia

Experimento faz com que átomos se movam rapidamente para aumentar a probabilidade de eles colidirem e gerar pressão para a fusão nuclear

ONU Meio Ambiente destaca avanços da China na restauração ecológica de larga escala

De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), cerca de 21,9%, ou 206.861.000 hectares da China, foram reflorestados em 2010

O que podemos aprender com a China?

Essa atitude de se colocar como aprendiz é algo que a China executa com excelência

Portal online reúne informações sobre programas e bolsas de estudo em universidades chinesas

Objetivo do portal é encontrar oportunidades para estudantes estrangeiros de forma rápida, eficiente e com um bom custo-benefício

Reformas econômicas: 9 gráficos que mostram a transformação da China em 40 anos

Ao fazer mudanças nas regras que regem sua economia e uma gradual abertura para o resto do mundo, o país conseguiu tirar centenas de milhões da pobreza e aumentar o seu PIB em mais de nove vezes.

Sonda chinesa pousa no lado oculto da Lua pela primeira vez na história

Com a missão, país se coloca em destaque na corrida espacial. Objetivo é estudar a composição dessa parte do satélite, que não pode ser vista da Terra