Detalhe

XIII CBESP: Empreendedorismo e Inovação em debate na educação privada

28/05/2021 | Por: ABMES | 3183

Mais de 4 mil participantes prestigiaram o XIII Congresso Brasileiro de Educação Superior Privada (CBESP). Especialistas renomados com experiência no setor, tanto no Brasil como no exterior, marcaram presença em palestras e workshops ao longo dos dias 27 e 28 de maio, das 9h às 18h.

Em 2021, devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus e suas consequências para as instituições de ensino, as discussões do XIII CBESP foram pautadas pelo tema “Empreendedorismo e Educação Superior: construindo modelos inovadores em tempos de Covid-19”. O trecho da Carta, marca registrada de cada edição do encontro, resume a escolha do tema: “atingidas de pleno pela pandemia, as instituições particulares de educação superior (IES) se adaptaram, mostraram força e espírito empreendedor, não se curvando diante das adversidades e, em trabalho de enorme união sob a bandeira do Fórum, levaram a cabo este importante evento”.

Promovido pelo Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular e pela Linha Direta, o CBESP é reconhecido como o maior congresso do segmento da educação superior do País. De acordo com o secretário executivo do Fórum, Celso Niskier, “foi uma oportunidade única para estimular o empreendedorismo na educação”.

Solenidade de abertura
Niskier destacou a participação do ministro da Educação, Milton Ribeiro, na solenidade de abertura do XIII CBESP. “Ouvimos o ministro defender a educação como atividade essencial, falar da intenção de desburocratizar o MEC para poder liberar a força empreendedora das IES”.

Também durante a abertura do evento, a presidente do Conselho Nacional de Educação (CNE), professora Maria Helena Guimarães de Castro, argumentou sobre a importância da realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2021 e da promoção de mudanças no processo seletivo. "É preciso adaptar o Exame às novas matrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A prova atual é um conjunto de conteúdos que não fazem sentido para um Congresso que está discutindo empreendedorismo, temas transversais e competências do século XXI, como criatividade e trabalho em equipe", afirmou.

Empreendedorismo em pauta
Na sequência do primeiro dia, para melhor situar e estruturar o contexto das discussões, optou-se por iniciar a temática conhecendo e debatendo sobre o que a situação em âmbito internacional. Para isso, foram abordados cases de representatividade em empreendedorismo na China, em Israel e nos Estados Unidos. Nesse momento, as participações do consultor em educação e inovação, Yaron Edel,o vice-presidente de tecnologias emergentes na Full Sail University, Luis Garcia, e do professor de Direito Internacional da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Evandro Menezes, foram marcantes.

Antes, entretanto, foi apresentada uma abordagem ampla sobre as tecnologias exponenciais e o futuro da educação e do trabalho, trazida para reflexão pelo renomado especialista internacional, o professor e físico teórico, Marcelo Gleiser. “As profissões mudam e o ensino precisa mudar antes para que seja possível capacitar as profissões futuras”, comentou.

Em seguida, XIII CBESP se direcionou para o debate de cases de grande sucesso de empreendedorismo e inovação desenvolvidos em IES. O tema foi amplamente explorado, com aprofundamento nas questões necessárias para encontrar modelos inovadores de regulação do ensino superior, valorizando a liberdade de atuação e as adequações de normas regulamentares que as apoiem.

Quebrando tabus, o debate avançou para o segundo dia com discussões e sugestões sobre a presença feminina no empreendedorismo. Para dar a oportunidade de embasamento teórico moderno e futurista aos participantes, diversos workshops foram realizados buscando cobrir as áreas mais relevantes do empreendedorismo, desde a articulação da teoria à prática, bem como sobre modelos inovadores de currículos e o ensino híbrido, tão atual e importante neste momento de pandemia, tudo alicerçado no moderno diploma digital.

Em seguida, foram discutidas políticas públicas de valor vital para assegurar que o ensino e as ações empreendedoras tenham adequado escopo legal e estímulos agregadores a fim de que sejam dados passos à frente na direção de uma estimulante atmosfera que o nosso país tanto deseja e necessita. Para encerrar, o talk show com a sempre cativante e genuína empresária brasileira Luiza Helena Trajano discutiu, com profundidade, o papel do empreendedorismo e o futuro do Brasil, momento em que se desenhou a moldura final deste importante Congresso.

Carta e síntese
Ao final do evento, além da divulgação da Carta, são definidos dez pontos para guiar as atividades educacionais no contexto atual e no futuro:

1. Valorizar o empreendedorismo, como uma das habilidades do futuro do trabalho, nos currículos da graduação, por meio de projetos, disciplinas, ferramentas e estímulos à formação de empresas “startups”;

2. Liberar o espírito empreendedor dos mantenedores de instituições de educação superior, por meio de incentivos à inovação e da redução da carga regulatória excessiva;

3. Facilitar o compartilhamento de experiências globais bem-sucedidas e a internacionalização das IES brasileiras, especialmente no que se refere aos projetos de estímulo ao empreendedorismo;

4. Aprimorar os atuais modelos regulatórios, dando a eles maior celeridade, reconhecimento da diversidade regional das IES e valorização das formas alternativas de avaliação, incluindo a autoavaliação institucional;

5. Transformar a avaliação em um processo formativo e de aprendizagem com foco no aprimoramento institucional, minimizando o seu caráter meramente punitivo;

6. Adotar, de forma definitiva, a avaliação externa virtual in loco, bem como adotar as novas tecnologias digitais da informação e da comunicação como instrumentos de aprimoramento do processo de avaliação institucional;

7. Abolir a diferenciação entre educação presencial e educação a distância, propondo a adoção do termo "educação mediada por tecnologias” como paradigma para o mundo pós-pandemia, com o consequente processo único de credenciamento e recredenciamento das IES junto ao MEC;

8. Avançar na implantação do diploma digital, dando maior autonomia às IES para que possam registrar e emitir seus próprios diplomas, com requisitos de segurança e transparência;

9. Aproveitar a oportunidade da curricularização da extensão para ampliar a atuação social das IES, em particular com estímulos ao empreendedorismo social dos estudantes;

10. Criar um ambiente propício ao empreendedorismo, à criatividade e à inovação das IES, de forma a permitir que o Brasil supere o momento crítico que vive e que possa progredir na direção de um futuro melhor, com protagonismo do setor educacional na formação da mão de obra necessária para o desenvolvimento social e econômico do país.

Confira a íntegra do evento aqui.


Conteúdo Relacionado

Áudios

Áudio: Empreendedorismo na Educação

Data:26/11/2020

Descrição:

O empreendedorismo é uma das habilidades mais importantes a serem desenvolvidas na educação no momento de pós-pandemia e, em especial, na educação superior. Em um dos bate-papos do CBESP Preview, os convidados conversaram sobre como incentivar o empreendedorismo nas instituições de ensino superior. 

 

Vamos ouvir mais sobre o assunto? 

 

Participantes: 

Débora Guerra - Vice-presidente da ABMES e reitora da Faculdade Alis de Itabirito;

Antonio Carbonari Netto - primeiro brasileiro a montar uma universidade em território norte-americano

Daniel Pedrino - Sócio e presidente da Faculdade Descomplica

 

Apresentação: Carolina Augusta

Produção: Camila Griguc e Letícia Nobre

Edição de som: Jonathan Alves

Download

Notícias

Enem é 'operação gigantesca que não faz sentido num mundo conectado à internet', diz presidente do Conselho Nacional de Educação

Maria Helena de Castro criticou atraso no cronograma e realização do exame somente em 2022

"Considero que Enem já está atrasado", diz presidente do CNE

Maria Helena Guimarães de Castro também considera o exame "ultrapassado"

Ministro da Educação defende menor regulação do ensino superior privado

Ministro da Educação defende menor regulação do ensino superior privado

Ministro da Educação defende menos regulamentação do ensino privado

Milton Ribeiro, ministro da Educação, participou do 13º Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular

Ministro da Educação defende menor regulação do ensino superior privado

A empresários do setor Milton Ribeiro disse que Brasil ganharia mais com 'secretaria de desregulamentação'

Presidente do Conselho Nacional de Educação diz que Enem está ultrapassado

Presidente do Conselho Nacional de Educação diz que Enem está ultrapassado

'Não queremos fazer retorno às aulas a qualquer preço', diz ministro da Educação

Milton Ribeiro afirmou ainda, no Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular (Cbesp), que 'aula presencial é insubstituível, mas volta terá que ser feita com cuidado'

Ministro da Educação defende a volta às salas de aula e a "desburocratização do MEC" no credenciamento de instituições

No pronunciamento feito durante o 13° Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular, Ribeiro ainda lançou desconfiança sobre a CoronaVac

MEC apoia "radicalmente" retorno às aulas presenciais, diz Ribeiro

Ministro da Educação disse, nesta quinta-feira (27/5), que governo federal prepara decreto sobre retorno às aulas presenciais

'Considero que Enem já está atrasado', diz presidente do CNE

Maria Helena Guimarães de Castro também considera o exame 'ultrapassado'; ela falou durante Congresso de Educação Superior

'Enem atual é ultrapassado e deve ser revisto', diz presidente do Conselho Nacional de Educação

Maria Helena Guimarães de Castro afirma que é preciso repensar o formato da prova, a logística de aplicação e os conteúdos cobrados.

Ministro da Educação: Ministro da Educação: "Aula presencial é insubstituível"

Ministro da Educação: “Aula presencial é insubstituível”

Evento debate empreendedorismo e educação superior em tempos de Covid-19

Ministro da Educação Milton Ribeiro participará da abertura do Congresso Brasileiro da Educação Superior Particular (CBESP)

ABMES parabeniza Inep pelo início das avaliações externas virtuais in loco

Em reunião nesta quarta-feira (12), a Associação entregou a nota técnica sobre avaliação e regulação do ensino superior e convidou a equipe do órgão para o XIII CBESP

XIII CBESP: Inscrições abertas para edição on-line e gratuita

Na edição de 2021, o congresso terá participação confirmada do ministro da Educação, Milton Ribeiro, e do físico vencedor do Prêmio Templeton, Marcelo Gleiser